segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

As inseguranças incertas do que poderia ser o certo

Enquanto brincava com meus sobrinhos e resolvi tirar meu óculos, ele simplesmente partiu bem a onde era o encaixe com imã, usado para colocar a parte do óculos de sol.
Na hora que eu senti isso, começei a chorar desesperada, porque eu não enxergo nada sem ele, muito mais pelo costume do que pela necessidade do óculos em si.
Irmã ratattoulie deu um jeitinho, mas ao chegar em casa ele não resistiu.
E aí me veio um pensamento assim, confuso, mas fato.
Eu sempre me desespero diante das coisas. Sempre fico muito angustiada, com muito medo e sempre acho que nada vai dar certo.
Sempre fui assim e mesmo com a terapia, eu ainda não me sinto melhor nesse aspecto.
Tem dias claro, que eu acho que tudo vai ser bom e feliz, e mesmo com os problemas, eu as vezes acho que tudo vai dar certo.
Mas ontem, me vendo ali sem um dos itens mais importantes de minha sobrevivência, eu tremi nas bases.
Fiquei refletindo sobre isso um tempão, até vir aqui escrever.
Com certeza, na volta à terapia, terei que retomar os cuidados com esse ponto em minha vida.
E você é muito inseguro e medroso?.
Espero que não!. Faz muito mal à saúde, posso te garantir!.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...