quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Desintoxicação da vida social - blog e afins.

Bem, não tenho escrito no meu amado blog tanto quanto escrevia, mas a verdade é que meu novo emprego, que já nem é tão novo assim, me consome muito e pasmem, não descanso muito (novidade).
E entre uma queda e outra, entre uma descoberta e outra, entre um chute na cadeira e um tropeço no próprio pé, me mantenho "firme". Assim entre aspas mesmo, porque de firme não tenho nada.
E resolvi reler uns textos muito antigos e outros nem tanto, e em uma ligação que eu fiz e depois de um momento de tensão, decidi de fato cumprir com uma das minhas promessas. Promessa essa que já escrevi vários textos falando que ia confirmar, mas que eu burra e ouso dizer, inocente, achei que nham era coisa de momento.
Mas cansei de ouvir que meus textos são ruins. Que eu só escrevo bobagem no face. Isso eu sei que não é opinião geral da nação. Sei que tenho leitores e pessoas que curtem meus posts, meus textos, minhas opiniões. Tem gente que adora as fotos das meninas. Que gosta das fotos do meu trabalho de Cerimonialista. Mas não é por essas que vou me silenciar.
Vou me silenciar por quem no silêncio de suas mentes ou nas conversas aleatórias, me acham bocuda, linguaruda, e que sempre criticaram minhas opiniões.
Acho que estou um pouco cansada de ouvir isso tudo calada.
Acho que realmente está na hora de amadurecer. 
Acho que sim, não sou um Paulo Coelho, porque me comparar à Machado de Assis seria uma ofensa milenar. Não sou e pelo visto nunca serei a jornalista que minha veia carrega, simplesmente porque envergonho e sei que o pouco que almoço não me dá forças para lutar.
E eis que essa decisão de me desintoxicar das redes sociais, do blog, instagram e usar o whatsapp somente para meus contatos com os casamentos que já tenho, que na verdade só tenho mais um e com as empresas para o qual trabalho, eu já vinha ensaiando há algum tempo e espero de coração que eu consiga superar. Afinal de contas, passei tanto  tempo escrevendo em diários e indo à igreja para ter uma vida social, que acho que dou conta. Assim, evito até ter vontade de farras sem sentido, amizades que não me querem e me livro do sentimento de que não estou agradando. E fico mais na minha, já estou me adaptando. Falta bem pouco.  

E agradeço de coração mais puro e sincero a quem mesmo detestando meus textos  acreditou em mim. Mas eu cansei de lutar contra. Quem sabe com um pouco mais de maturidade eu aceite quem eu sou. Enquanto isso, a opinião de quem me é importante, é intensa sobre quem eu nem sei quem sou.

Super beijo. 

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...