terça-feira, 30 de setembro de 2014

E hoje é um dia feliz!

E hoje é mais um dia daqueles em que eu suspiro pelos cantos emocionada. Dia da Secretária! O meu dia. Um dia que eu comemoro muito mais que o meu próprio aniversário. Dia este, que me enche de esperança, de paz, de gratidão.
Estou a onde estou porque tive pessoas que acreditaram em mim. Desde o meu amigo que me inscreveu no vestibular, até o meu amigo que hoje me deu uma rosa. Ao longo destes quase 10 anos de profissão, tenho vivido experiências importantes para o meu crescimento, principalmente como ser humano. Atravessei caminhos que nem eu acreditei que atravessaria. Vivi momentos únicos, como por exemplo, a inauguração do Instituto Cervantes de Brasília, com a presença ilustre do Príncipe das Astúrias. 
Nunca pensei, em meus sonhos mais sinceros, que de Jornalista, que era o que eu mais queria ser na vida, me tornaria uma pessoa tão apaixonada pelo Secretariado Executivo. Em anos de faculdade, galguei esse amor como um casamento. E para mim, a minha profissão vem sempre em primeiro lugar. Costumo dizer, e vivo isso na prática, que quando o meu lado profissional não vai bem, nada mais vai. Ser Secretária é uma extensão do que sou como pessoa no meu dia a dia. 
Na semana passada participei de um Simpósio para o Secretariado Executivo, Assistentes e Assessores. E algumas palavras, dentre as várias palestras que acompanhei, ficaram em minha memória. A mais forte, dita na palestra sobre Cerimonial foi: SERVIR.
A vida é isso. Servir. Sem esperar nada em troca. Augusto Cury, o Mestre da Psiquiatria (que também esteve no evento citado acima), disse que não podemos e não devemos esperar nada em troca nesta vida, para não sermos seres frustrados. Eu tenho algumas frustrações muito íntimas, como o fim do meu casamento, mas quando penso em mim profissionalmente, sinto que a cada dia me supero, me dedico, me entrego com uma fé tão grande, que tudo se encaminha de uma maneira muito natural.
E sigo confiante em Deus de que meu caminho ainda será vivido com alguns obstáculos, com algumas dores, mas com esse amor que eu sinto secretariando eu chegarei longe!
Agradeço imensamente cada gesto de carinho pelo dia de hoje. Agradeço pelo meu emprego, pelos meus chefes, que mesmo não sendo mais chefes, serão para sempre. Agradeço a cada meta superada, cada viagem organizada, cada memorando escrito. Agradeço pelas minhas colegas de profissão, pelas minhas colegas de faculdade, professores, amigos nas horas mais difíceis, Agradeço por tudo de bom e peço por cada um de uma maneira intensa. Que a alegria e a paz invadam os corações de cada um de nós.
Feliz dia da (o) Secretária (o). 

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Sobre não rotular

Pois bem, completei sei lá, uns seis meses separada e de repente a vida resolveu dar uma agitadinha. Aos poucos voltando ao meu pique normal de sair, dançar, conhecer gente nova. Abrir o coração, melhor assim falando. 
Mas eu achei que seria algo simples. Achei que eu ainda era a Karla com 20 anos que não tinha medo de nada. Que namorava com uma facilidade sobrenatural e geralmente sofria horrores quando terminava.
Só que aos 30 as coisas mudam e mudam em uma velocidade que eu não pensei que aconteceria. O fato de ter sido casada meio que me bloqueou e eu sinto que isso é bom. Existe hoje uma seletividade. Já não tenho mais essa ânsia de ser feliz à dois. Tenho a vontade muito, muito enraizada de ser feliz sozinha. E isso não me faz pior ou melhor, me faz quem eu sempre quis ser. 
Lutei bastante pela minha independência. Luto até hoje para um vida com qualidade. E quando digo qualidade, o principal fator é poder pagar minhas contas sem medo de faltar dinheiro e ainda poder viajar e ajudar ao próximo. E chegar neste ponto é meu maior presente e nada, nem ninguém pode interferir. E mesmo sendo uma atitude bem egoísta, prefiro assim.
O fato é que eu preciso esclarecer algo para mim, aqui, de forma a não perder o foco, a meta. Decidi que eu não namoro. Eu me relaciono. Não quero rotular, não quero compromissos eternos. Quero curtir, com segurança, com respeito, sem planos à dois. Não quero me preocupar com problemas familiares, financeiros e muito menos lavar, passar e cuidar de ninguém que não seja da minha família ou àquele amigo ou amiga que é quase da família. Não quero passar datas comemorativas juntos, nem planejar férias. Nada. E sei que isso é sério, muito sério, mas é algo que eu preciso desabafar antes que isso me consuma. Claro, pode ser que eu encontre um amor avassalador como foi com meu ex-marido, mas enquanto isso não acontecer, não quero ser cobrada. 
Demorei a me sentir confiante. E agradeço à Deus por Ele me permitir seguir confiante em mim, em meus sonhos, ao lado das pessoas certas. E sempre serei grata pela compreensão, pelo carinho e respeito de todos com esta decisão muito, muito importante. Eu só quero ser feliz. 

E a semana começa daquele jeito!!!

A semana começa assim:
Mudanças. 
Muitas.
E eu além de tudo isso estou gripadíssima. Cansada. Com dores no corpo. De cabeça. Na alma.
Não é nada grave, mas quando acontece um monte de coisas em sua vida, todas em uma semana, você não sendo de ferro, automaticamente reclama de alguma forma. 
Mas me sinto forte. De uma forma que eu nunca imaginei que aconteceria. Me sinto em paz e sei que desta forma consigo ajudar de fato à quem precisa. Neste momento estou me dedicando aos meus pais e à Chefa que como conto agora, não é mais a Chefa.
Explico.
Ela não é mais A Chefa do setor e por uma opção particular muito particular, decidiu ser Assessora em outro setor. Voltou alguns degraus, para como ela diz, subir mais alto lá na frente. Claro que na hora eu fiquei indignada e sofri por quase um mês até a confirmação do fato. Mas não chorei e não vou chorar, porque sou adulta e madura o suficiente para entender que o mundo gira e que as pessoas buscam o que é melhor para si. E ela faz isso com uma precisão e uma leveza tão grande, que eu super acredito que vai dar certo. E sei que vai mesmo, porque ela é super capaz, cheia de encantos e de uma inteligência sobrenatural. E creio muito que ela alcançará tudo o que almeja, porque ela, como eu costumo dizer, não é uma servidora pública qualquer. Ela sonha e luta por um serviço de qualidade e não aceita essa questão de bater o ponto e cumprir as tarefas. E com ela eu aprendi acima de tudo que quando temos um objetivo, com perseverança, ética e respeito ao próximo, conseguimos. Tudo no tempo de Deus.
E sigo confiante. A nova Chefa me parece ser bem bacana também, e tenho fé de que continuaremos exercendo nossas atividades de maneira exemplar, com zelo e compromisso. 
No mais, ainda consegui sair para dançar um forrózinho no sábado pois era o Baile Fralda do baby Heitor e foi uma noite bem especial. Aliás, Sobrinha Ratattoulie está uma grávida maravilhosa. Princesa Sofia esteve lá também e eu acabo babando demais ela. Estou com medo de mimá-la demais. hahha. Mas ela merece!
Queria agradecer às orações em favor do meu Papai, da minha Mamãe e desejo uma semana linda, lindíssima e cheia de coisas novas. Mudar dói, mas vale sempre muito à pena.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Update!

Olha eu aqui de novo! Ando com preguiça de escrever. Mentira! Na verdade é a vida que anda muito, muito cheia de altos e baixos. Mais altos que baixos, mas anda desafiando minha paciência, testando minha inteligência e criando novos rumos.
Hoje por exemplo é um dia daqueles: duas pessoas especiais passando por procedimentos cirúrgicos, colação de um sobrinho, reunião de Diretoria no trampo. Misturado à isso o meu setor deixará de ter a Chefa para ter uma nova Chefa e isso por si só já é motivo de me tremer as bases. A semana anda tão agitada, que ontem dei aula de inglês quase dormindo e eu achei que era a vacina da gripe agindo no corpo. Mas acho que além disso é o calor senegalês que faz na cidade, mas o fato de não conseguir dormir antes de meia-noite. 
Pois bem. Não tenho uma vida de celebridade ou sub-celebridade, mas corro de uma lado ao outro só que de bus, que á para dar um ar mais glamouroso para a situação. Papai na segunda me alertou ao fato de ando muito sozinha pelas ruas da cidade e que Afilhado foi assaltado na Rodoviária de Brasília. E eu disse que prefiro andar sozinha. Sou bem atenta aos detalhes e a última vez que alguém tentou levar algo meu, deve ter desistido de ser ladrão, tamanho o escarcel que fiz. Enfim.
Só passando mesmo para faz um update da minha vida, dos meus últimos dias bem tumultuados. Trabalhei em um casamento mega especial no sábado, ganhei massagem da Amiga Massagista no domingo. Ah a vida anda boa gente! Graças a Deus.
De resto, dia 01/10 palestrarei na minha antiga faculdade, fato esse que tem me tirado o sono, mas que farei com um carinho enorme. 
Espero que todos que passam por aqui estejam bem e fiquem bem. 
E que chova um pouco. Tá tenso!

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Pequenas informações sobre os últimos dias

Saudades daqui.
Saudades mesmo.
A vida anda corrida e quando eu digo isso eu não estou mentindo. Minha vida está entre um casamento e outro, a pós, problemas pessoais, mudanças de rotina, planejamentos contábeis, planejamento de férias, preparação de palestra... e por aí vai.
E estou bem. Muito bem. Superada a fase do fim do casamento, e eu estou falando a mais pura verdade, me concentro em realizar as coisas com mais confiança, com mais alegria e com a certeza de que tenho ao meu lado as pessoas mais especiais do mundo. Tenho sorte. Principalmente de ter amor, carinho, fornecedores perfeitos, gente que acredita em mim e em quem eu acredito de verdade. 
A vida é assim mesmo. Muda em um segundo. Dois no máximo, e não nos dá muito tempo para chorar não. Aliás nem preciso chorar. Chorar para quê minha gente?!! Faço isso mais para dar uma revigorada, porque não sou de ferro. Mas sempre é algo que não me prende. Tristeza só mais ou menos 15 minutos antes de dormir, que é o tempo de eu rezar e capotar.
Sei que ando ausente do meu blog amado. Por isso resolvi dar um alô galera e pedir para que continuem me fazendo feliz a cada visitinha, a cada mensagem fofa no facebook, instagram e whatsapp. Cada dia conhecendo novas pessoas, revivendo amizades, ajudando ao próximo. São essas cositas que alegram o meu viver e me dão forças para seguir. A caminhada só tem graça quando vivida com plena convicção de que Deus escreve certo por linhas tortas.
Alguns detalhes:
1) Se tudo der certo, e espero que dê, viajo em novembro para Floripa. Uma semana de mar. Mar que me renovam as energias. Oremos.
2) Sobrinha Ratattoulie terá um lindo menino que se chamará Heitor. Estou super bobona antes dele chegar e peço a Deus que tudo aconteça da maneira mais linda e perfeita.
3) Princesinha Sofia cada dia mais linda e gostosa. Amo cada vez mais. Crianças são de fato benção.
4) Fiz um casamento massa sábado passado. Nervosismo mil, mas deu quase tudo certo. Um detalhe ou outro que preciso melhorar, mas nada que me tira a vontade de continuar ajudando. 
5) A pós está me matando. Estou detestando, mas assim como a faculdade, que comecei não gostando e terminei amando, espero chegar em dezembro com meu Artigo pronto e apresenta-lo dignamente.
6) Quase esqueço de comentar a situação mais difícil deste ano. Madalena foi morar com o pai. Triste, mas ao mesmo tempo algo que já era previsto. Eu ia me mudar. Mas não deu certo. E na empolgação de ir para um local minusculo que não caberiam 4 gatas, tive que pedir para ela ir embora. No fim das contas acabou não rolando e eu não achei justo trazê-la de volta porque ela não é brinquedinho para ficar para lá e para cá. Foi o melhor. Sinto muita falta dela, as irmãs também, mas eu havia combinado com meu ex que ou eu me mudando ou ele, ela ficaria com ele, pelo apego que ela tem e porque eu certamente morarei em algum local onde ela não pode correr, e ela ama correr. E assim nossos dias são de lindas lembranças e votos de que ela seja feliz. Sei que será. Rezo para isso todos os dias. 

Acho que é isso aí. Muita coisa né? Desculpem a overdose de informações. Mas é assim mesmo. Enquanto não passo por aqui, é sinal de que as coisas estão acontecendo. De um jeito ou de outro.

Beijos e beijos!


10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...