quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Não resisti: retrospectiva!

Eu não ia fazer retrospectiva, mas não aguentei. Deve ser por estar em uma semana tranquila. Além disso, eu quero poder terminar 2017 lembrando como superei, em partes, este lindo 2016.
O ano foi muito ruim em vários aspectos. Profissionalmente eu regredi muitos anos. Culpa minha, logicamente. Mudei de setor e percebi o quanto realmente não sou uma boa Secretária. Sinto que entrei em depressão ao perceber isso e passei a cometer muitos deslizes. Comecei a enxergar meus muitos defeitos e muitas noites passei chorando e me perguntando se deveria mudar de profissão. Mas me acomodei e não tive coragem de mudar. 
Mas tirei férias e meu coração acalmou um pouco. Voltei renovada. Antes passei uns dias ajudando na Agenda do Ministro e consegui recuperar um pouco a confiança em mim. Mas claro, paira sobre nossas cabeças a espada do corte. Então é aguardar 2017 para ver se a vida muda. Se não mudar, pelo menos espero que melhore. E é um desejo coletivo. 
Em 2016 eu me apaixonei em abril, comecei a namorar em maio, engatei uma convivência à dois diária e não aguentei mais que 5 meses. Fui feliz, amei cada momento com ele, mas percebi e doeu muito, que eu não sei mais namorar. E que eu não quero mais ter um relacionamento. Me senti mal, porque ele foi muito bom para mim. Mas eu sinto que não fui boa para ele. Aprendi este ano o quanto sou materialista, egoísta, orgulhosa e metida à besta. E eu agora de fato fechei meu coração e sei que Deus está cuidando para que eu não desacredite no amor somente porque não me acho capaz de amar. Agradeço muito por tê-lo conhecido e por ter percebido à tempo que ele merece alguém muito melhor. 
Trabalhei em muitos casamentos e renovei muito a minha fé no amor. Ok, ele não dá certo para mim, mas ainda bem que dá certo para um bocado de gente. Melhorei muito minha forma de trabalhar, mesmo tendo coordenado apenas 3 casamentos. Um deles e o que mais me alegrou a vida, o do meu sobrinho, já em janeiro. Deu tudo certo. Levei muitas broncas este ano das minhas chefes, mas graças a Deus nada grave. Tanto é que dia 01/01/17 já tenho trabalho.
E para finalizar, 2016 foi um ano onde eu me comportei muito mal no meu lado família. Falei demais. Me achei demais. E desta forma fui me afastando e de certo modo, sendo afastada. Ninguém merece ter em seu convívio uma pessoa faladeira, egoísta e que quando bebe perde um pouco o senso do ridículo. Percebi que eu sou àquela tia chata do é pavê ou pra comer... Aquela que pergunta: e os namoradinhos? E não necessariamente usando estas expressões. Mas eu sou àquela que não é odiada, mas ok, é melhor fica na tua.
Perdi muitas amizades, muitas pelo meu próprio querer. Porque se tem algo que eu adquiri este ano foi o bom senso. Como diz meu ex-marido, bom senso é bom... E eu estou começando, ainda que meio tarde, a ter. 
Foi um ano onde fiz 2 promessas importantes e que cumpri direitinho. Uma delas até incorporei ao meu modo de vida. Não consegui me afastar do facebook, falei muita asneira e fui bastante criticada, principalmente por me achar a blogueira e ficar tirando foto no espelho para mostrar o look. Me aproximei bastante da religião que escolhi para minha vida, embora ainda tenha um caminho longo até me sentir realmente conectada. 
Para 2017 já tenho uma promessa, já para o primeiro dia do ano. Quero permanecer empregada, confiante de que sou uma pessoa boa. Quero voltar a estudar, mesmo tendo me sentido burra fazendo a pós, que só terminei porque tive o lindo auxílio de uma grande amiga. De resto, não sei e sinceramente não quero saber como será 2017. Só quero que Deus esteja ao meu lado me guiando. Peço que Ele trave minha língua, me faça invisível e me dê tanto amor que eu não precise sair pelo mundo à sua procura. Quero economizar mais dinheiro, água, luz e energia interior. Quero viajar mais, ler mais, sorrir mais e principalmente, quero aprender a me achar menos. 
Obrigada aos meus familiares, amigos, colegas, ex-namorado e todos que me apoiaram, me ajudaram, me ouviram, me indicaram, me suportaram, me estenderam a mão e a fé.
Que todos sejamos muito felizes. Ou apenas não desistamos.
Feliz 2017!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Ah o verão! Looks de segunda à sexta.





yay! It is sunday, also today we have been invited to a small family function. There are days when you feel like taking a break, I do not mean being under dressed, It is a different thing but weari...:



38f22b582d9a4a47bee8fb72672e84f4:



Macacão amarelo estampado com cinto de oncinha: mix de estampas discreto:


Sugestão vestido chique para o verão:


Tintas:

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Última segunda-feira de 2016!

Última segunda-feira do ano. Graças a Deus! Graças a Deus 2016 vai lentamente nos deixando. Estou grata por isso. Afinal, a vida precisa seguir e já que temos que virar o ano, vamos fazer isso com muita garra, coragem e fé.
Decidi não fazer retrospectiva. Meu ano não foi um ano mega bom. Foi um ano bom em alguns aspectos. Muito feliz em vários outros e como sempre, de muito aprendizado. E todo mundo fica fazendo isso de relembrar como foi o ano. Eu quero é que a vida siga e siga sob o olhar atento de Deus. Nada mais. 
E também não tenho resoluções para 2017. Tá mentira. Eu tenho sim, mas como não sou muito boa em cumpri-las, prefiro desta vez não falar nenhuma delas. Quero realmente que Deus se encarregue de me orientar nesta caminhada em mais um ano, de fato e sinceramente.
Gostaria de agradecer imensamente a cada um que me ajudou a ter um ano intenso, confortável, desconfortável também, sem noção em alguns aspectos, romântico em outros. Foi um ano de amor, de lágrimas, mas sempre de luta, conquistas e amadurecimento.
E espero muito que você que passa por aqui vez ou outra, possa se sentir bem vindo aqui sempre no novo ano, porque se tem algo que eu não irei parar é o blog. E desejo a vocês todos que convivem comigo, que a vida de vocês só melhore e que mesmo nos momentos ruins, não percam a vontade de ser feliz. 
Um beijo e até o novo ano! Amém!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016






Eu sou. Eu és. Eu é. Eu somos. Eu sois. Eu são.

Para sobreviver, é assim que a gente tem de aprender a conjugar o verbo ser, Não é fácil, demora um pouco, não adianta repeti-lo muitas e muitas vezes, até que ele fique tatuado na cortiça da alma, é preciso acreditar. E o mais difícil é acreditar. Mas quem conseguir poderá dar o passo seguinte e aprender a conjugar o verbo amar para não se dar por contente só com sobreviver, para triunfar, para que seus desejos digam à realidade o modo como deve se desenvolver:

Eu me amo. Tu me amas. Ele me ama. Nós me amamos. Vós me amais. Eles me amam.

Diário de um abandonado, Juan Bonilla. 

Trecho de um livro leve e que inspirou a minha tatoo.


sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Dica de leitura: flor Negra - Kim Young-ha




Fazia tempo que eu não indicava um livro aqui no blog. Tenho lido bastante, mas nunca lembro nada depois. Devo ter algum problema. Aí acho bacana fazer isso para que em um futuro desses eu consiga lembrar do que li, inclusive os títulos. 
Este em especial me conquistou. Vou à Biblioteca Nacional de Brasília todos os meses, o que sugere que eu ando lendo um livro por mês. Parece pouco, mas dentro da minha rotina maluca é o que consigo. Sempre passo na estante de livros de autores coreanos, chineses e japoneses e fico com medo, receio, sei lá. Aí decidi dar uma chance e voilá! que delícia de livro gente. Não dava nada, nada mesmo, mas é uma leitura gostosa, leve e mesmo sendo um relato histórico teve um quê de sentimental, romântico e reflexivo.

Sinopse

Em abril de 1905, 1033 coreanos — ladrões e membros da realeza, sacerdotes e soldados, órfãos e famílias inteiras — embarcaram rumo ao México em busca de novas vidas. Ao chegar lá, foram obrigados a trabalhar como escravos e acabaram no fogo cruzado da violenta Revolução Mexicana.
Baseado em uma história real e esquecida da História, Kim Young-ha, um dos maiores expoentes da nova literatura oriental, constrói um épico poderoso e arrebatador, que reverbera através de continentes e oceanos e ergue uma verdadeira ponte entre o Ocidente e o Oriente.
“Flor Negra” é uma história sobre amores impossíveis, a ascensão e a queda de impérios e os riscos que envolvem a busca da liberdade.
Super recomendo. Acho que vale não só para conhecer um pouco da história, que mesmo sendo ali no México, nos pertence, mas para repensar alguns valores. O herói do livro e a mocinha nos mostram que nem tudo que fazemos por amor é o certo. E que nem tudo que fazemos certo, é por amor. E que ser egoísta nem sempre é o nosso maior erro de vida.

Beijos e beijos!

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Refrescando a memória - 9to5Chic

Amo os looks desta moça! Amo mesmo. Sóbrios, elegantes. Atemporais.


theory-trousers-1


jmclaughlin-fall-2


and-other-stories-pant-2



nic-and-zoe-1


dl1961-jeans-1






Looks que amei do site da Zoé Basseto (http://www.zoemacaron.fr/)

















IMG_7030





sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Eu me casaria assim..

Voltando à este tema. Fazia tempo né? Ah, o universo dos casamentos sempre me inspiram. 


persy bridal fall 2016 cap sleeves bateau neck beaded top high low aline wedding dress (17) mv romantic elegant:




#summer #fblogger #outfits | White Off The Shoulder Leg Split Dress:




Every woman should find a tux inspired jumpsuit!  A perfect cocktail dress alternative!:



White + Fitted Skirt & Top. #suit #lace:


Semana de trabalho pré-férias.

Spring Outfits & Trends 2016:


*olive green pencil skirt + black top + cognac bag + leopard flats or pumps + outfit:


40 Decent Winter Work Outfits for Women   (To author of article title: don’t try to get me excited about it or anything. I love being just average.):




Sweater and skirt:


Chic white flared trousers + black fitted long sleeve. This is what I typically wear on the days I'm lounging around♥:


terça-feira, 25 de outubro de 2016

Mais um fim

É bem pesado o título deste texto, mas comigo não tem meio termo. Acho mais fácil assumir logo que sim, meu namoro mais legal dos últimos tempos, chegou ao fim.
Aí você me pergunta: se era tão legal, por que chegou ao fim?
Não sei responder de outra forma: acabou porque ambos decidiram. Meio mau educado dizer isso, mas não há outra maneira mesmo.
E tem sido complicado, não nego. Já havíamos terminado antes e tinha sido uma dor muito intensa. Dor agora muito mais intensa. Já morávamos juntos praticamente desde o nosso primeiro dia, o que gerou desespero em muitas pessoas. Muitas críticas, claro, pela velocidade em que tudo aconteceu. E agora, muitas outras pelo simples fato de não saberem que o amor minha gente, cada um vive à sua maneira. 
Eu da minha parte posso dizer que eu vivo o que eu acho que é o melhor para mim. Quando eu amo, eu amo de verdade. Se amo um dia ou um mês, beleza. Não me prendo à padrões. Detesto o tem que ser. Sempre me pergunto onde está escrita à fórmula para que uma relação dê certo para o resto da vida. Claro que eu quero que seja para sempre, mas aí essa expectativa gera muita insônia e se tem algo que eu não me permito mais nesta vida, é perder uma noite de sono. 
Gostaria de agradecer imensamente ao Bruno por todos estes meses juntos. Aprendi muito contigo, pela sua maneira humilde, cheia de vida, jovem e audaciosa. Me mostrou que eu sou capaz de amar. Sinceramente eu achava que encalharia ou viveria ainda por um bom tempo só na sacanagem. Mas eu aprendi mesmo com você. Resgatei valores para levar não somente para a vida amorosa, mas para minha vida inteira. Aprendi até que eu sou linda, e admitir isso você, que conviveu um pouco comigo, sabe que não era possível. 
Agradeço aos seus familiares pela calorosa acolhida. Pelo tratamento gostoso, cheio de respeito e carinho. Seu pai, sua mãe, irmã, tio, sobrinho e avó sempre me receberam muito bem.
Agradeço aos meus familiares por terem recebido o Bruno em nosso núcleo de forma tão carinhosa e gentil. Agradeço à Sobrinha Ratattoulie por sempre ter nos apoiado incondicionalmente, inclusive aconselhando e me dando alguns puxões de orelha. 
Agradeço aos amigos fieis, principalmente à Cris, que sempre esteve comigo nos momentos tristes e alegres, me ajudando, me ouvindo e me colocando para cima.
Foram meses intensos, gostosos, de muitos sorrisos, algumas lágrimas, DR´s e conversas. Bruno sempre foi presente, me ajudando com a organização da casa, com as Meninas. Nos 2 últimos meses me ouviu todas as vezes que cheguei em casa em completa crise profissional. Segurou minha mão muitas vezes, me chamou de linda tantas vezes, me disse o quanto eu era especial. Tudo o que vivemos foi muito verdadeiro. 
Peço perdão pelas minhas atitudes egoístas, pelas vezes em que me achei superior à você, Bruno, em que me julguei inteligentíssima, perfeitíssima e tantas outras coisas. Me perdoe por nossas brigas, pela minha falta de romantismo e atitude. Sei que grande parte do fim do nosso relacionamento está ligado ao fato de que eu ainda sou muito imatura para conviver com quem quer que seja diferente de mim, mesmo sabendo que ninguém é igual à ninguém. 
Mas quero que saiba que sempre te amei, sempre te respeitei, te admirei e nada disso irá mudar porque não estamos mais juntos. O que vivemos irá representar um marco naquilo que pretendemos seguir de vida. E eu só posso te dizer que sempre que precisar de mim, sabe onde me encontrar e eu irei sempre te apoiar. Eu te amei desde o primeiro segundo e não deixei de te amar. O fim do nosso relacionamento como homem e mulher em nada mudará os sentimentos mais nobres que tenho por você e por tudo que representa em minha vida.
Que Deus te abençoe e nos abençoe para que nossa caminhada seja repleta do que sonhamos e amamos.
Com amor,

Karla! 

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Inspirações aleatórias!

Aqui o blog não para de se inspirar. Sem seguir um modismo ou tendência. Apenas pensar: é possível! Sempre é! 

A great everyday look, skinny black pants, loafers, striped long-sleeve tee and the classic trench for those cooler fall days | photos of Jacey @ Damsel In Dior ~ debra   Dust Jacket on Bloglovin’ The:


01_Camiseta basica em look para o trabalho_maxi colar_saia em A_look elegante e moderno_moda para o trabalho:





PANTALON FLOREADO 3:






bfe17c84b906d1c3a3838ff77f6f8d3f.jpg 500×750 pixels:


look professora 5 - Modices:




Sofá para todos os gostos!

Para quem ama sofás! Tipo eu!



01_sofa-colorido:


25 ideias para decoração com sofá marrom ou sofá bege:



decoracao-apartamento-cores-historiasdecasa-001:

sala:



blog de decoração - Arquitrecos: A importante escolha do sofá: Neutro ou colorido? + Meus preferidos em cada cor (com preços!):




quarta-feira, 5 de outubro de 2016

5

E hoje faz 5 meses. 5 meses onde eu novamente decidi abrir meu coração. Mas não é assim tão simples e não estou de fato reclamando.
Digo isso porque todo relacionamento depende de uma vontade enorme de dar certo. E dar certo é algo que realmente precisa de muita dedicação, muita entrega, muitos respiros profundos e pedidos de perdão.
Aprendi que amor não acontece como as novelas, revistas e afins cultivam todos os dias. Não tem manual e é no dia a dia, no calor das diferenças e da paixão que as coisas vão se encaixando.
Namorar comigo não é algo muito simples. Sou de uma exigência tosca, de uma preguiça, de um desânimo. Não sou romântica, não sou muito fofa e  não sei brincar. Sei que tenho algumas qualidades, imagina, se não o coitado não aguentaria né? Eu tenho uma vontade enorme de construir. Acho muito importante o querer aceitar o outro como ele é e aprendi com um casamento desfeito que ninguém muda, se adapta. 
Tem sido muito bom ter o Bruno comigo sabe? Ele é carinhoso, paciente, maduro, mesmo 8 anos mais novo. Tem garra, tem vontade de alcançar seus sonhos. Tem defeitos? Muitos. Mas eu tenho uma admiração profunda pela pessoa que ele é e pelo que eu sei que ele pode ser. Ele cuida da casa, de mim e das meninas como um pai, um esposo mesmo, ainda que sejamos apenas namorados. 
Confesso que recebi algumas críticas por conta do meu relacionamento pelos mais variados motivos. Confesso também que em alguns momentos me questionei também. E tudo por causa de algumas coisas que eu tinha pré-estabelecido logo que me separei e que foram tudo por água abaixo porque eu sou muito emoção, então não ia me prender à criticas. Volta e meia me fazem perguntas bem toscas ao qual eu respondo sempre com um sorriso. Porque eu tenho aprendido levemente que da minha humilde vida cuido eu, do meu coração, Deus.
E assim, entre algumas brigas, absolutamente normais, sonhos e vontades estamos criando a nossa história. Um dia é muito bom, no outro a gente meio que se estranha, mas não dormimos brigados e nem guardamos mágoas. Aprendemos um com o outro, ajudamos um ao outro, temos nossos objetivos pessoais e os em dupla, gostamos de ficar em casa e a crise ajuda um pouco né? hahah Mas eu sei que estes 5 meses tem sido de muita gratidão, de muito carinho, colo, massagem no tornozelo e conhecimento. Todo dia conhecemos algo um no outro e espero em Deus que tenhamos uma vida inteira para nos conhecermos mais, mais e mais, com amor, vontade, respeito e lealdade.

Bruno, te amo e lutarei por nós sempre! Um beijo! Feliz 5 meses! 


segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Camisa jeans no trabalho - pode? Ah pode e fica lindo demais!!




teacher outfit-- minus the heals and I could actually pull this off at work:






Look: Camisa Jeans + Saia Lápis:


(claudinha stoco) Camisa Jeans e Blazer Amarelo!:


How To Wear A Denim Shirt:



Look: Camisa Jeans + Pantalona:





sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Feliz dia do Profissional do Secretariado Executivo.

Comemoramos hoje o Dia da Secretária. Graças a Deus isso está mudando e virando o dia do Profissional do Secretariado Executivo, afinal não só de mulheres a profissão sobrevive né?
E eu confesso que hoje não comemoro com a mesma vibração dos outros anos. Como sou muito transparente e sei que pago um pequeno preço por isso, este ano eu assumo que não fui uma profissional competente o suficiente para celebrar. Nos últimos quase 2 meses tenho me sentido muito mais principiante do que me senti quando comecei a atuar no meu primeiro estágio em meados de 2005. A sensação é muito ruim, mas como escutei em uma palestra que fui segunda passada: as vezes cair é necessário. 
Antes de mais nada, gostaria de pedir perdão se de alguma maneira eu decepcionei à você que me deu alguma chance. Se eu decepcionei você que foi meu professor na faculdade. Você que foi meu colega. Você que me direciona. Você que convive comigo todos os dias. Não sou perfeita. Me sinto insegura. Me sinto as vezes boicotada por mim mesma, pelo sincero medo de errar. 
Mas acho também que esse tipo de momento é importante, como pessoa e profissional. Ninguém é uma máquina de acertar do começo ao fim do dia. E eu sei que no último ano eu realmente venho atravessando um momento de muito aprendizado, de muita oração, de muitos questionamentos. E venho chorando algumas lágrimas não de arrependimento pelas minhas escolhas, mas de pedido de ajuda para superar e voltar a me apaixonar por esta profissão que me acolheu tão calorosamente. Tem sido duro, tem sido gostoso também, não nego, pois aprendi que toda vitória vem depois de alguma luta. 
Mas independente da minha momentânea perda de fé na minha profissão, eu não iria deixar de parabenizar à todos estes serumaninhos fofos que tão caprichosamente auxiliam aos Gestores, Chefes, Diretores e equipes. Que superam todos os dias criticas, esporro, broncas, humilhações, assédio. Que enfrentam o trânsito, o sono, a necessidade de uma vida social e tantos outros problemas que pessoas que estão na batalha da vida enfrentam. E agora com essa crise econômica no país sei que muitos estão enfrentando uma barra danada para sobreviver ou se recolocar no mercado de trabalho. 
Desejo de coração que todos tenham um dia bem legal, de homenagens merecidas, de agradecimento, de sorrisos, flores, quem sabe até um presentinho né? Desejo muito que todos nós profissionais sejamos respeitados, admirados e incentivados diariamente a sermos melhores. Luto por isso no meu dia a dia. 
Parabéns à você que não desiste, luta e acredita no Secretariado Executivo, mesmo com toda dificuldade absolutamente normal em qualquer profissão. 
Obrigada à você que não me abandona, que acredita em mim mesmo quando eu pareço apenas uma estagiária. Que me ajudou ao longo destes anos, que me deu amor, carinho, abrigo, conselhos, dicas, broncas, indicações e tantas outras coisas que Deus fez por mim através de você que nunca desistiu de mim. 
Que todos sejamos respeitados.  
Um beijo com carinho! 

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Looks com sapatos brancos - Sim é possível e fica lindo!!



summer striped shirt + white pants for french girl style:




Women´s Fashion Style Inspiration - Moda Feminina Estilo Inspiração - Look - Outfit:







Saias:



Korean Fashion Wholesale Store:




Stitch fix inspiration 2016. Try stitch fix subscription box :) It's a personal styling service! 1. Sign up with my referral link. (Just click pic) 2. Fill out style profile! Make sure to be specific in notes. 3. Schedule fix and Enjoy :) There's a $20 styling fee but will be put towards any purchase!#Stitchfix #Sponsored:




segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Looks para gravidinhas de segunda à sexta.







Fashion and Style Blog / Blog de moda . Post : Thursday Look / Look del Jueves   .More pictures on/ Más fotos en : http://www.ohmylooks.com .Llevo/I wear: Trench : Mango ; Leggings : H&M ; Blouse / Blusa  : Zara ; Bag / Bolso : Louis Vuitton  ; Shoes / Zapatos : Jessica Simpson:







Mstreinta blog:




Fashion Bananas: MY OVERALL HAPPINESS:






Maternity shirt:


maternity!: