terça-feira, 19 de maio de 2015

Desabafo

Hoje, do nada, sem mais nem menos, tendo todos os motivos do mundo, me odiei. Me odiei principalmente por ainda, do meu jeito insano, acreditar que o ser humano, neste caso homem, realmente vale a minha lágrima.
Me irrita imaginar que preciso de alguém, que é natural sentir atração, e dependendo do caso, amar.
Não, eu não quero mais isso para mim e é uma decisão difícil, porque no mundo atual se você tem um namorado já querem te casar, se não, ou você é uma péssima pessoa, é sapatão ou está em dúvida. 
Não quero ninguém mais para viver um conto imaginário de fadas, não quero dividir meus problemas, nem a batata frita e muito menos quero saber do passado ou do futuro de quem quer que esteja interessado em mim. Assumir isso é quase um alívio. 
Peço perdão à deus pela minha maneira de ser, embora saiba que muito do que sou é resultado do que ele almeja para mim e sinto, no fundo do meu coração, que ser a tia velha solteirona não é de tudo ruim. Só preciso aprender a ser feliz sendo exatamente do jeito que sou, com minha família e amigos legais.
Estou triste, desapontada, odiando meio mundo e querendo só conseguir cuidar da minha vida.

Casamento Jeff e Carol - 21/04/2018

Se eu soubesse que 2018 seria tão emocionante e feliz, eu teria reclamado menos do pé na bunda que levei depois do Carnaval.  Pois é. Ass...