segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Primeira semana de 2016.

E mais uma semana que começa muito esquisita. Não sei se é o tempo, chuvoso, fechado, com poucas doses de sol. Ou o frio glacial que faz em minha sala e que me deixa profundamente irritada. Não sei. Só sei que novamente começo minha semana, mais uma, com uma leve sensação de tédio, insegurança e porquê não, depressão.
Venho de uma primeira semana de janeiro cheia de questionamentos e de solidão. Semana passada derramei muitas lágrimas. Semana passada tive muito medo. Semana passada foi mais uma semana cheia de pesadelos, de insônia e claro, de questionamentos.
Semana passada me calei um pouco também. Estou tentando colocar em prática algumas resoluções que estabeleci como metas importantes para 2016.
Mudar não é fácil. Deixar de lado algumas manias também não. Acontecem algumas recaídas e aí é onde começa meu pesadelo interno. Recaídas me dão vontade de desistir de tudo, mas tenho a sorte de ter um Deus maravilhoso me guiando.
Sábado fiz meu primeiro casamento do ano e saí com a certeza de que não fui muito bem. O que eu faço em momentos como esse? Envio mensagem pedindo desculpas. E uma das resoluções para este ano é justamente essa: parar de ficar pedindo desculpas quando estas não forem solicitadas. O problema do mundo não é culpa minha, e aprender que nem tudo gira em torno do meu umbigo é quase um parto. Mas me segurei e até o presente momento não pedi desculpas, porque percebi que se eu tiver feito algo errado, a pessoa irá chegar e dizer: olha não gostei de tal atitude sábado, sexta, segunda, a vida inteira.
E assim começo minha semana. Tendo a certeza de que não sou a única errada, culpada, feia, inchada e mau amada. Não sou culpada de tudo ou por todos. Sou humana, erro, sim, demais até, mas ficar pedindo desculpas não irá acabar com a fome e a falta de vida em algumas outras vidas.
Entrego a Deus a minha língua, para que dela não saia fofoca e meu coração, para que dele só saia amor e pensamentos positivos. 
E no lugar de pedir desculpas hoje, vou apenas refletir no que preciso mudar e confiar de que amanhã não terei mais sentimento negativo nem sobre mim, nem sobre o próximo.

E desejo a você perdão. Mas não estou pedindo por mim. Peço apenas por você. 

Beijos. 

Golden Globe 2016

Adoro a temporada de Red Carpet, mas confesso que nos últimos anos não tenho gostado muito dos looks usados pelas famosas. Sei lá, não entendo ter tanto prestígio e dinheiro e usar uns trapos que nós mortais jamais usaríamos, mesmo que dissessem que é lindo. Sempre questiono isso e para hoje foi bem complicado encontrar algo que eu amasse. No máximo roupas que eu gostei, mas que me deixassem de queixo caído, poucas opções. Mas lógico, eu sou uma Secretária Executiva/Cerimonialista que entende pouquíssimo de moda, e que detesta, aliás, seguir tendências aleatórias. Gosto do básico. 
Mas vamos ver o que eu achei de tudo isso que rolou ontem? Ah, Wagner Moura não ganhou. Fiquei triste. Adoro ele e em Narcos ele arrasou. Acho que merecia. 


 Jada Pinkett  (Foto: AFP)

Jada Pinkett e seu verde maravilhoso. Só não entendo esses pedaços de panos pendurados, mas gostei do conjunto da obra.  


Amy Adams (Foto: AFP)

Amy Adams e seu vermelho lindo demais. Gostei pois é um vestido clássico e que dificilmente alguém erra. Só achei o cabelo meio: saí de casa e fui passear por aí, mas gostei muito. 


Kate Winslet  (Foto: AFP)

Kate Winslet não é muito de ousar em seus looks. Ela gosta de seguir um padrão e acho isso interessante. Neste caso odiei o cabelo, mas esse tom de azul me deixa sempre suspirando. 

Jennifer Lopez (Foto: Getty Image)

JLo mudou um pouco do que ela costuma usar, mas como dizem os estudiosos de moda, ela veio dramática neste mostarda. Não foi algo que me agradou muito, mas sendo ela, não tem como não tê-la nos top trends do fashionismo. 



Jennifer Lopez (Foto: Agência Getty Images)


Gostei muito mais do segundo vestido dela, usado na festa pós premiação. 

Kirsten Dunst (Foto: Getty Image)


Kirsten Dunst em seu preto aveludado que eu adorei. Achei muito decotado, mas ao mesmo tempo achei drama e luxo!


Rosie Huntington-Whiteley (Foto: Getty Image)

Rosie Huntington-Witeley, tão difícil quanto o nome é eu achar esta moça feia. Gostei muito do vestido, mas volto a questionar essa onda de cabelos soltos como se fosse festa em buffet infantil. 

Laverne Cox (Foto: Getty Image)

Laverne Cox mostrando como usar um branco sem parecer noiva, embora sirva de inspiração para noivas modernas. Amei o conjunto da obra, principalmente esse poder que ela tem no olhar. 

Jaimie Alexander (Foto: AFP)

Jaimie Alexander que veio vestida em meu vestido preferido da noite. Adoro essa coisa fora do padrão, que eu não teria coragem deu usr sendo quem sou, mas usaria facilmente se estivesse em um evento deste nível. Fico imaginando como minha tattoo neste vestido (eu tenho uma tattoo entre os seios) ficaria incrível! 


 America Ferrera (Foto: AFP)

America Ferrera passou pouco comentada neste Red carpet, mas eu amei este vestido, aliás, gostei muito mais desta cor nela do que na JLo. acho que vale a pena mudar um pouco o foco das ditas grandes estrelas para observar as atrizes, digamos, menos famosas sabe? Muito se falou, por exemplo, na Lady Gaga, que sim, estava bonita, mas não foi algo que eu Karla iria comentar. 


E você?  Assistiu à premiação? Gostou de algo?

E seguimos aguardando ao Oscar! 






ah o verão - short




E segue chovendo na cidade, mas aqui no Bolshaia é verão e hoje vamos ver shorts, que são sempre meus favoritos para andar por aí, mesmo não estando de férias. 























10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...