quinta-feira, 31 de julho de 2014

A culpa é das estrelas. Sempre.

Terminei de ler "A culpa é das estrelas". Não chorei. Mas gostei do livro. Não mudou minha vida, mas me fez refletir e quando o livro faz isso comigo eu o adoro.
Ontem tive um dia muito complicado. Febre, dores, cansaço, coriza, preguiça infinita, irritação imediata. O mundo me cansa as vezes. Sorte que não são as pessoas de uma maneira geral que me cansam, só algumas.
Mas aí me lembro bem rapidamente que muitas pessoas se cansam de mim também. Poderia ser patético, mas essa é a verdade. 
Constatei isso na segunda-feira, um dia muito chato, essa foi a verdade. Porque constatei da maneira mais real que eu não sou amada por todos. E que eu me iludo achando que algumas coisas que eu sou ou faço são legais e que as pessoas gostam, só que elas também não gostam. Ou de mim, ou do meu eu, ou dos meus feitos. Só que o meu choque não foi entender isso, foi entender que eu chorei por isso porque sempre achei que eu estava arrasando. Percebi que eu tinha, ainda que lá bem no fundo, uma necessidade infinita de ser amada para sempre.
E lendo este livro citado acima, entendi que mesmo que eu realize grandes feitos na vida, o final será igual à todos os finais de uma vida, seja ela com alguma invenção, uma poesia espetacular, uma atuação esplendida ou simplesmente cuidando de cãezinhos abandonados.
A vida tem que ser vivida. Não necessariamente por osmose ou cheia de fogos de artifícios. Ela tem que ser vivida com todos os clichês, vodkas, viagens, rezas, apliques semanais, cores, preto e branco, dor, nascimento e ah, tantas coisas que a vida nos dá e nos tira. 
Eu estou só tentando viver a minha. Despercebidamente. Juro. 

terça-feira, 29 de julho de 2014

Noivas inspiradoras

A tatuada

mountain bride

A ousada

crop top and pink wedding skirt

A do cabelo curto





A vintage

bridal halo

A campestre

boot bride

A Black Power


Black Bride Hair

A noiva e suas damas








Delightful Dunsborough Wedding046 Hayley and James Delightful Dunsborough Wedding








bridesmaids in yellow



Snapshot Sunday Jerome Cole 002 Snapshot Sunday Bouquet Swap

Inspirações aleatórias para um casamento feliz!


Um vestido simples e elegante para um casamento dia!



Noivo casando somente com o colete.



Sapato colorido.





Foto divertida com as amigas usando luvinhas.

Real Brides 03

Daminhas fofas!

ruffle dress flower girls


Aleatoriedades fofinhas - decoração


Amei esse cantinho chique!


Kim, our home decor brand ambassador put a little glitz and glam in her Valentine's decor with Shutterfly. Check out the chic canvas and fun pillows she's created. For more ideas, follow her on Pinterest at http://www.pinterest.com/tomkatstudio/

Preciso de um espelho desses urgente!

large rustic wood frame mirror - awesome ... this could be a feature that softens an otherwise modern space!


Morri neste lavabo!

Mirrored wall tiles for small feature wall

Delicadeza na pia da cozinha.

Use a cake stand for your kitchen sink needs. | 31 Easy DIY Upgrades That Will Make Your Home Look More Expensive

Essa deveria ser a minha sala! Amo as cores!


Living Room Decorating Ideas on a Budget  - Living Room Brown And Orange Design, Pictures, Remodel, Decor and Ideas - page 2

De segunda à domingo - ainda faz frio na cidade.

,  and


somemoment, somemoment and somemoment


Lindex,  and




Missguided, Valentino and



, J Crew and


,  and





Fosco, Marypaz and

Os autores que se foram e Machado de Assis.




Nas últimas 3 semanas perdemos 3 escritores que foram deveras importantes para a evolução da nossa literatura moderna. Lá se foram em menos de 15 dias: João Ubaldo Ribeiro, Rubem Alves e Ariano Suassuna. Não minto quando digo que não conheço Rubem Alves, mas João Ubaldo e Suassuna fizeram parte de minha vida e isso eu não tenho como negar.
De Suassuna eu já ouvira falar antes do sucesso do filme O auto da Compadecida. Na época da escola, quando eu achava que seria artista da Globo, montamos uma leve adaptação para a semana acadêmica de teatro. Nela nos desdobramos na apresentação desta peça e na Ópera do Malandro. Foi lindo, foi divertido, foi para pensar. Porque assim era Suassuna. Um homem politizado, mas sem alarme e sua obra permanece viva em mim e em muitos, com certeza.
E temos João Ubaldo, com sua A casa dos Budas Ditosos que eu li há anos, mas que quero reler não só porque ele morreu, mas porque lembro que este livro me fez pensar e muito sobre muitos itens da vida que nem sempre paramos para refletir.
E eu até fui meio inútil comentando que com a morte dessa turma um pouco da nossa literatura ficara pobre. Fui repreendida por uma amiga. Ela foi categórica e só depois percebi meu deslize. Eu estava sendo injusta, a literatura brasileira não ficou mais pobre. Ela continua rica e depende de nós para não ser esquecida. 
Essa mesma amiga me pediu algum sugestão de literatura brasileira para ler na férias. Não me considero nada expert neste assunto mas arrisquei. Sugeri o livro citado acima do João e o meu ídolo maior: Machado de Assis. E toco neste assunto e muito riem. Como assim Machado de Assis?
Pois é. Conheci Machado ainda em Moscou. Aliás a grande maioria dos autores que acompanho brasileiros eu conheci lá. Além dele pasmem: Jorge Amado. Mexendo na biblioteca da escola, encontrei Tieta do Agreste em russo e achei àquilo fantástico (assunto para outro post).
E Machado sempre com sua linguagem rebuscada me manteve na linha. Com certeza minha adolescência teria sido desastrosa sem ele. Entendo porque muitos jovens não curtem, mas é porque ele te faz ser adulto sem você nem sentir. Já devo ter lido toda sua obra, mas sempre indico Memórias Póstumas de Brás Cubas, que amo demais e já li 4 vezes e Quincas Borba, que devo ter lido também o mesmo número de vezes. 
Eu amo literatura brasileira. Principalmente a que retrata a época do Império, das donzelas, dos escravos e tudo que foi cultuado naqueles tempos. Viajo para esses dias e fico imaginando como seria viver em um mundo que para nós é tão diferente e até impossível.
Bem, espero que tenham valido minhas dicas. Farei um resumo do livro do João para o caso de vocês se interessarem. E para quem não curte Machado, tenta ler com uma nova perspectiva. Vale muito a pena.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

A verdade é que tudo anda muito esquisito. E não gosto de culpar a TPM sabe?. Acho cafona. E muito menos a separação. Separei oras, acontece.
Mas a vida não está fácil. E com o tempo aprendi que para uns não ter vida fácil é não ter o que comer, ou não ter dinheiro para o básico, ou perder alguém. Mas no momento para mim, não está fácil. Não está de tudo ruim não, perdão meu Deus! Está bacana: tô com saúde, tenho amigo, um emprego que eu amo, mais uma ou duas atividades que me dão amigos, dinheiro. Estudo, leio, sorrio, bebo meu café. Recebo visitas ilustres, fecho contratos, trabalho, deito, durmo. E não durmo. Há noites em que me despedaço em lágrimas, que quero quebrar tudo. Que sonho acordada, literalmente com a praia, a brisa, o nada, o além do horizonte existe um lugar. Não tá ruim, mas não está fácil e não vou me envergonhar mais de dizer: alô não estou querendo sorrir hoje. Dá licença que vou ali chutar uma parede e comer uns dois pães e meio escondida e depois ficar três dias bebendo água com gás. 
Hoje particularmente estou meio irritada. Acordei semi-disposta a ser feliz e tudo ia bem, até tirei foto no Instagram com uma frase super motivadora e cheia de gratidão. Mas aí do nada meu humor desce e eu começo toda a ladainha interna diária de: ah será que eu sou uma boa profissional? ah eu não sei fazer outra coisa, como é que eu faço tanta bobagem? E blá, blá, blá, whiskas.
A minha sorte e cara , eu sou deveras sortuda, é que dei aula, a aula foi o máximo, e ainda recebi um convite para dar um rolê pela cidade e visitar a Moto Capital e sei lá respirar um ar diferente do que venho respirando nos últimos meses. E daí converso com minha outra aluna que super fofuramente me liberou da aula da noite para que eu pudesse tentar a sorte. 
E cara, eu subo novamente o meu grau de humor e internamente, claro, falo algumas palavras feias só pelo prazer de limpar os pulmões. E fico pensando que hoje não está fácil. Ontem também não foi e que se amanhã também não for bom, sábado tem que ser. Um dia, essa tal felicidade transplantada em nossas mentes atingirá os corações e nada será mais importante do que a superação de nossos próprios sentimentos negativados instantaneamente a cada alvorecer.


terça-feira, 22 de julho de 2014

Mais um baby na família.

Bem todo mundo já sabe que este ano me tornei Tia-Avó. Pois é. Já que não sou mãe é isso mesmo, ser Tia ou Tia-Avó é tão gostoso também e eu não abro mão deste cargo.
O fato é que quis o destino que a minha Sobrinha Ratattoulie, brincando de namorar, engravidasse também. Confesso que na hora quase engulo um pastel inteiro e que depois que recebi a notícia tomei duas cervejas em quatro goles. E chorei muito. Mesmo. Pelo susto, pelo medo, pelo amor que sinto por ela e pelo desejo infinito de que ela seja feliz.
O meu interior me disse que ela é louca. Engravidar tão nova? Como meu Deus? Ok, como eu sei, mas é de fato uma notícia que mexeu muito comigo e ainda mexe. 
Só que eu estou muito feliz. Porque ela está feliz. E sei que Deus não dá uma missão dessas sem ter certeza. Ele é muito sábio e percebeu que esse era o momento dela construir a família dela, crescendo, amadurecendo e conquistando seus sonhos. E minha missão é a de sempre: ajudar no que for preciso, deixando ela ter o espaço dela, vivendo este momento do jeito que ela achar correto.
Aprendi na marra que eu não posso viver a vida dela. Claro que como Tia absolutamente coruja, eu gostaria de colocá-la em um potinho e não queria jamais que ela chorasse, sofresse, caísse e se machucasse. Demorei um tempo para entender que ela sempre será minha Princesa, mas agora ela é a minha Princesa adulta, mulher e até admito que aprendi muito com ela nestes últimos anos, porque ela de fato se tornou um referencial para mim, mesmo sendo 8 anos mais nova.
Ratattoulie, eu te amo e estou muito feliz pelo seu baby, pelo seu sorriso de mãe, pela pessoa que você é, pelo amor que você sente pelo seu noivo. Obrigada por me deixar fazer parte de sua vida. Eu sei que nunca fui a melhor Tia. Sei que em muitos momentos, quando você era criança, eu perdi a paciência, mas independente de tudo, sempre te amei, sempre te amarei, sempre te apoiarei, sempre terei em minha vida espaço para que você confie em mim. Te admiro pela sua maneira leve de encarar a vida e você me inspira a ser uma pessoa melhor. Deus não meu deu filhos e muito provavelmente não me dará, mas isso não me entristece, porque eu tenho a você e agora o seu filho ou filha e saiba que estarei sempre aqui para te ajudar. Se precisar que eu ajude a cuidar, faço com o maior prazer do universo. Tenho certeza que você será uma ótima mãe. Seja apenas uma mulher sábia, escute seu coração e qualquer dúvida liga para o Pediatra. Ah e claro, escute os conselhos das avós e da Bisa, não os meus, porque a minha função será só estragar e passear no shopping. Se for menina então, já era.
Fica com Deus! Ah não esqueci do Senhor Paçoca. Certeza de que ele será um ótimo pai. E vocês serão uma linda e feliz família. 
Um beijo com um amor que não cabe no peito da sua Pequena Tia e agora Mini Tia-Avó.

Dando um oi.

Faz algum tempo né? Passar mais de uma semana sem escrever não tem graça. Eu sei que vocês sentem falta. (?)
Por falar em fãs, tá eu nem falei sobre isso,  descobri um dia desses que eu tenho uma super fã em Salvador. Tá super fã é delírio meu, mas quando ela falou que acompanha o blog há anos eu me emocionei. E olha que ele tem apenas 7 anos. Daí nos adicionamos no Facebook e eu estou meio que tentando convencê-la a me receber em sua casa nas férias, que se tudo der certo, acontecem em novembro.
Não tenho muito o que contar. A Copa acabou, o serviço de Voluntariado também e eu estou mais em casa do que no mundo. Nestes últimos 15 dias saí uma vez de casa oficialmente para me divertir. Não conto o dia do jogo da Alemanha com o Brasil porque seria tortura relembrar. A verdade é essa. Estou oficialmente encalhada e isso não necessariamente significa apenas no plano amoroso. Neste dia que saí aí, era uma segunda e eu conheci um jamaicano e um americano very crazy e pasmem: o jamaicano super elogiou o meu inglês. Quase choro.
E assim estou indo. Nada de farras, nada de romance. Fico entre a cozinha, o banheiro e a cama. Faço algumas tarefas domésticas sem entusiasmo, e tem um ano que meu fogão pede socorro, mas quem liga, eu não cozinho mesmo.
Eu sabia que ao me separar a vida não seria colorida, com farras diárias e cheia de álcool, mas do jeito que tá não está fácil. Até tenho um amigo que volta e meia tenta me sequestrar para viver, como ele diz, mas não ando com essa vontade toda de viver não. Pelo menos por enquanto não. Acho até que estou com depressão, mas aí lembro que existem pessoas passando por problemas muito mais sérios, daí começo a ler um livro e esqueço do meu lado humano.
Dias 25 e 26 trabalho e essa esperança de sair de casa nem que seja para ralar, me anima. A semana até passa mais rápido. 
É isso. Nada mudando. Ah sim, minha identidade. Estou naquela fase em que eu preciso ir em vários órgãos mudar novamente de nome, de documentos. Me avisaram para não fazer isso, mas sabe como é: casei amando, apaixonada e acrescentar o nome dele foi a maior prova de amor que eu pude dar. Qué, qué, qué....
Vida que segue.
Não esqueçam de mim.
Love you!


Inspirações pessoais para um casamento meu em algum momento.

Será que eu mudo de ideia, ou Deus, e me caso? Se sim, da-lhe inspirações....

Cabelo curto sempre. 

Pretty short bridal hairdo {Photo by Jodi Miller via Project Wedding}

Vestido curto sempre.

 Ellie--2 Piece, Lace and Cotton Wedding Dress, $365, Leanimal of course.

Sapato fechado e colorido sempre.





Ao ar livre sempre

Photography: Vienna Glenn Photography - viennaglenn.com Floral Design: Florarama - floraramamoderndesign.com Catering + Event Coordination: Mountain Springs Lodge - mtsprings.com  Read More: http://www.stylemepretty.com/2013/06/13/rustic-washington-destination-wedding-from-vienna-glenn-photography/


Bolo de verdade sempre.

Photography: Sara Lynn Photographic - www.saralynnphoto.com  Read More: http://www.stylemepretty.com/2014/07/08/colorful-bohemian-wedding-inspiration/


De segunda à domingo - Vermelho



Stefanel and


, Diesel and


,  and









,  and troen

TREND ALERTS: PANTALONI CULOTTES


,  and Bimba & Lola

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Gosto de bolinhos assim, simples e criativos...

Quem me conhece sabe que eu não gosto de bolo maquete. Para nada. Sempre prefiro o bom e velho bolo, cortado, saboreado, despedaçado. Em casamento sei que é mais complicado, mas em aniversário super indico. Quis muito um desses em meu niver de 30 anos, mas viajei, perdi. 
Mas ano que vem quero ver se mando fazer um. E as minhas escolhas estão abaixo. Simples, com um recheio básico e de preferência com um cafezinho.

Fabric Strips Cake Bunting, Cake Topper, Cake Decoration via Etsy (love the pretty colored popcorn too)


4 Rezepte für das Solero Mojito Eis von Langnese - Fräulein Klein


I know this says Easter, but I rather like the idea for a tiered spring or summer wedding cake, too! Easter Polka Dot Cake | SugarHero.com


Martha Stewart - cake decoration

Inspirações aleatórias - Pinterest


Não tenho o hábito de me maquiar, mas um cantinho desses acredito que até me inspiraria. Também pode ser um mini home office né?

How To Decorate on a Budget

Com uma cama dessas eu nem sairia de casa...




Balcãozinho na janela... Para quem tem uma janela dessa né?

little window bar at home

Amei esse sofá! Sério, quero um...

casa com simplicidade3

Cozinhas que amei no Pinterest

Eu não sou muito chegada em cozinhar, logo a cozinha é basicamente para tomar água, cerveja ou chá; beliscar pequenas porções de saladinhas e preparar pipoca. Ah e agora estou numa onda de pastel. Ou seja, passo pouco tempo nela. Mas isso não significa que não olhe cozinhas e sonhe com uma bem bacana para o dia em que eu aprender a gostar de cozinhar ou seja obrigada a isso.

The New Traditional - traditional - kitchen - philadelphia - Kitchens by Eileen

Gosto de cozinha branca. Piso claro. E armários. Não gosto de coisas aparecendo na cozinha. 

love the rug

Apaixonei nesse tapetinho. Gosto de tapetinho na cozinha.

DIY Kitchen makeover reveal | I Heart Nap Time - How to Crafts, Tutorials, DIY, Homemaker  like the light fixtures in the kitchen.  darker granite   and white subway tile backsplash.  also the tile floor

Para quem curte cozinha mais espaçosa, adoro esses balcões que servem de mesa. Imagina preparar um jantar com os amigos ali, conversando, comendo aperitivos e bebendo um vinho...

kitchen open shelving | Kitchen Makeover Tips from Jeff Lewis - Easy Kitchen Decorating Ideas ...


Apesar de ter dito acima que adoro cozinhas claras, gostei dessa pelo básico. Para pessoas como eu que só aparecem na cozinha vez ou outra, seria o ideal.


Semana 01 de 2018 - Insegurança

E chegamos finalmente em 2018. Meu réveillon foi muito bom. Tive uma crise interna quando cheguei na festa, meio que me achei feia (sim, é ...