quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Uma carta para minha colega

Bem queridos leitores do meu blog. Ok sei que são poucos, por isso talvez a coragem de escrever aqui uma carta especial para uma colega à quem pelo meu jeito acabei magoando. Gostaria muito que ela pudesse ler e pudesse me perdoar. 
A verdade é que eu errei, errei por passar por cima dela, por me achar especial, por me achar super mega profissional. Errei e eu só queria ter a chance de poder ter dias legais novamente.

Querida colega,
Antes de tudo gostaria de te agradecer por tudo que fez por mim desde que cheguei. Sério, eu não saberia o que fazer. Você foi extremamente generosa comigo, paciente e cordial e são atitudes com o qual há tempos eu não vinha lidando. Você tem um jeito muito íntegro e gostoso de trabalhar e sei que eu só tenho a aprender com você. 
Sei que nos últimos dias estou meio atrapalhada e um pouco perdida e por conta disso entrei em um pequeno momento de desespero absoluto. Não justifica a minha atitude de terça. Estou ainda muito envergonhada e assustada com o que disse. Me arrependo amargamente por ter sido tão anti-profissional e diria inclusive, infantil. Acho que eu fui incoerente com o que acreditam que eu seja e isso me assustou de forma muito direta. Eu atropelei você e tudo o que me ensinou e disse, inclusive na segunda. Eu errei pela ação mais impetuosa e radical e eu sei que o que me disse foi importante para eu perceber a necessidade de que eu caia na real e assuma que eu preciso ser muito mais humilde e aberta ao novo.
Peço perdão, mas eu no último mês e meio confesso estou ainda me adaptando ao que aconteceu. Mas sei que sou capaz e sei que se me der uma nova chance sincera, eu irei me equiparar ao seu estilo de trabalho e juntas poderemos agir de forma muito bacana no objetivo comum de ajudar ao local onde pertencemos neste momento. 
Te peço perdão, e sim esta palavra não sairá de minhas ações enquanto eu estiver ao seu lado e te peço uma chance para reconstruir o que estava até então indo tão bem. Eu sou uma pessoa legal, sou uma pessoa do bem sim, claro, sou um ser humano que falha, que comete alguns deslizes, que é inseguro, que  tem medo de um zilhão de coisas. O meu maior medo é realmente ficar desempregada. Você sabe como é isso, estamos sempre um pouco neste medo, dividimos a mesma profissão e infelizmente na atual situação estamos vivenciando isso em nosso dia a dia. E eu sei que acabo cometendo alguns pequenos erros por agir com medo. E é nessa confissão que eu te peço para reconsiderar o que eu fiz na terça e qualquer outra coisa que eu tenha feito e te magoado e me perdoe sinceramente. Porque é importante para mim que consigamos ter conversas legais como tínhamos até semana passada. 
Me comprometo a mudar de postura, a me tornar uma pessoa parceira e profissional, para que você se sinta tranquila em seu ambiente de trabalho e para que juntas consigamos ser Secretárias Executivas. 
Aproveito para te parabenizar pelo dia, que ok é apenas semana que vem, mas acho que sempre que eu puder te direi obrigada por tudo que fez e faz por mim. Obrigada por me perdoar. Tá, estou apostando que você sentirá que o que escrevi aqui é sincero.
Te peço uma chance. Pela parceria. Pelo carinho que eu tenho por você, pelo local onde trabalho, pelas pessoas que me receberam tão bem. Estou muito feliz pela oportunidade e gostaria de poder provar isso. Sinceramente. Mesmo. De coração.

Abraço carinhoso!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...