segunda-feira, 7 de abril de 2008

Recado desaforado!

Es difícil pensar en llegar sin antes con mi gente contar
Que alimentan las ideas, te aplauden, te elogian
Y critican en tu andar
Unos me aman, otros me odian sin razón
Pero yo a todos les entrego el corazón

É difícil pensar em chegar sem antes com a minha gente contar
Que alimentam as idéias, te paluden, te elogiam
Y criticam em seu andar
Alguns me ama, outrs me odeiam sem razão
Mas para todos eu entrego coração.

Essa música é de um cubano que eu amo. Só conheço essa música e esse trecho é exatamente o uqe eu passo em minha vida e sei que a grande maioria passa por isso também. É triste ver como encontramos tantas pessoas invejosas, mau amadas, desqualificadas o suficiente para te criticarem e te derrubarem. Conheço poucas pessoas que realmente querem te ver no topo e a tendência é encontrar mais pessoas maldosas ao longo da vida.
Detesto inveja. Posso até perdoar o egoísmo, porque as vezes é algo que nem percebemos. Mas a inveja não. Essa pode destruir uma vida inteira de planos e conquistas. Uma palavra invejosa pode destriur relações, casamentos, felicidades e sonhos. E eu já vivi isso muitas vezes e estou vivendo isso de novo.
O fato de agora não é certamente a paalvra inveja. Mas talvez falta de respeito para com o próximo. Outra coisa que não tolero. Falta de respeito, seguida de uma cobrança sem fundamentos. Mas talvez seja uma espécie de dar o troco por em algum momento eu ter agido assim.
Mas sabe. Que me amem, que me odeiem e que até mesmo sintam inveja de mim, porque se ela existe é porque sou rica e tenho algo para oferecer.
E a próxima pessoa que decidir me falar a verdade, venha fundamentada e com a certeza de que não tem defeito algum. Caso contrário, apenas se olhe no espelho!

No hay que llorar!

Hoje é um dia daqueles em que eu queria estar bem longe deste lugar. Mas aí lembro da Célia Cruz que diz que a vida é um carnaval e que é mais belo viver cantando.
Cantar agora não dá, nem gosto de carnaval, mas foi bom me lembrar dessa frase e pensar que todo e qualquer problema meu é pequeno diante de muitos outros problemas.
Fico pensando na menina Izabella. A história que está mobilizando a sociedade e desviando a população de assuntos também tristes como a Dengue que está matando muitas pessoas, a chuva que desabriga inumera pessoas no Nordeste e a invasão dos alunos na Reitoria da UNB, exigindo a saída do senhor Thimothy.
E aí eu prefiro me concentrar me ser uma cidadã melhor e procurar votar melhor na próximas eleições, para ver se assim eu alivio meu coração!
Uma ótima semana

08 de setembro de 2008

Este ano de 2018 eu comemoro além da minha formatura, a minha saída de casa, há também 10 anos.  Me formei no dia 26 de agosto e no mesmo...