quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Setembro de 2016

Depois de um agosto com 150 dias, setembro finalmente chegou e chegou estranho. Ontem, 31 de agosto de 2016, a então Presidente afastada Dilma Rousseff foi impeatchmada e agora estamos todos um pouco perdidos com o que vai acontecer. 
Independente da minha posição política eu estou com muito medo, mas ao mesmo tempo, tentando manter a confiança de que é uma fase. Fase dura, eu sei. A crise está acabando com muita gente, mas é preciso que tenhamos fé, coragem para seguir lutando e acreditando que um dia, espero estar viva para isso, as coisas se encaixem e se tornem mais leves. 
Agosto foi um mês, como todos os anos, difícil. Eu juro que tento não pensar desta forma, mas ele não colabora. Faz questão de se arrastar, de tornar nossos dias longos, cansativos e em alguns momentos ruins. Não que nos outros meses isso não aconteça vez ou outra, é a vida, mas agosto é um mês que merece um parabéns. O meu mês particularmente entrou pra história como um dos mais estranhos, cheio de pequenos problemas muito chatos de serem resolvidos. Tive que respirar fundo muitas vezes, rezar pra caramba, pedir muita paciência à Deus e ter muita coragem. 
Mas no fim deu quase tudo certo e setembro chegou. Pra mim já chegou estressante, afinal se tem algo que o povo não anda tendo é respeito e educação né? Imaginem que eu pego um trem lotado, onde a única coisa onde me segurar é um ferro que fica no meio dele. E acontece que um cara resolve encostar nele para ler enquanto as outras pessoas tentam encontrar uma brecha para conseguir se manter em pé. Eu fico injuriada com isso. Fiquei olhando e pensando como algumas pessoas não conseguem se colocar no lugar do outro. Como pessoas não percebem quando estão perdendo a mão. Geralmente eu reclamo pra pessoa, mas eu estou tão cansada de ficar batendo boca. Acho que cada um precisa se manter sábio e silencioso. O mundo já anda cheio de gente louca. Aí pra melhorar a vida, vou à Biblioteca e claro, o atendimento é daquele jeito bem treinado e caloroso... 
Pois bem. Setembro, obrigada por chegar e nos trazer um esperança de tranquilidade. Primavera se aproxima e eu peço a Deus por cada um. Para que tenhamos sossego, oportunidades em meio à crise e saúde para não precisar nem de hospital público, nem particular. A vida realmente não anda fácil. Para ninguém. Talvez no máximo para o que ainda se mantem milionários.
Um beijo queridos! Bom setembro. 2017 se aproxima lentamente.

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...