quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Triste com a morte de Zilda Arns. Sempre me lembrarei dela, nas propragandas da Pastoral da Saúde. Estranho imaginar que não a verei.
Mas ela cumpriu sua missão, fazendo exatamente o que gostava. E acho que isso é a vida.
Qaunto às outras vítimas, prestemos nossa solidariedade, se não for lá, pelo menos em orações. Por todos. Por nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Quando é preciso acreditar em si

Há um ano eu conheceria uma pessoa que mudaria para sempre a relação que eu tenho comigo mesma. E que me fez entender o que é atravessar um...