quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Agora sou Karla Teixeira, com muito orgulho.

Antes de irmos ao cartório, marcar a data do casamento, eu havia decidido que não mudaria meu nome de solteira e nem faria nada. Mas no dia, eu mudei de idéia. Foi uma surpresa para marido, lógico. Ele dizia que entendia, mas eu sabia que àquilo era importante para ele e se tornou algo importante para mim. 
Nunca fui feminista, material girl, por isso guardei este sentimento para o dia ideal. Acho importante ter o nome dele em meu nome agora. O que muda?. Muda o meu estado civil, mas na essência eu sou a mesma pessoa. E não me arrependo. Achei super legal ir lá trocar a identidade sabe?. Achei lindo ver o nome dele junto ao meu. E isso nao é coisa de mulher cega-apaixonada não. Foi uma das decisões mais lúcidas que tomei em minha vida. 
Claro, que muitas pessoas possuem àquele receio básico, de que se não der certo, dá um trabalhão mudar. Mas quem disse qu eu penso no "não dar certo". Para mim, já deu super certo, então vou lá mudar tudo e se tiver que mudar tudo de novo, eu vou lá e mudo, oras. É assim que gira o mundo, sob mudanças, sejam elas simples ou radicais. O que vale é a intenção gostosa de fazer o outro feliz. E de se fazer feliz. 
Antes de tomar uma decisão dessas, pense bem, lógico, mas não tenha medo. A burocracia do negócio faz parte e posso afirmar que se feita com o marido, tem um outro sabor. Vale muito a pena.

Um comentário:

  1. Flor, seu nome de casada ficou lindo!
    Pior o meu que rimou Ferreira Pereira! =)

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...