quinta-feira, 8 de abril de 2010

O primeiro emprego a gente nunca esquece.

Recebi uma notícia maravilhosa. Sobrinha Rattatoullie conseguiu um emprego e isso é perfeito. Fiquei até emocionada. Sabe como é tia coruja, né?. Acha tudo fofinho, ainda mais na idade em que eles estão, que é uma fase deliciosa. Adoro vê-los pensando no futuro, fazendo planos, criando projetos legais...E são tão espertos. Que Deus a abençõe e que muitas portas estejam abertas para a minha princesinha, que eu amo tanto.
Lembro, que quando eu tive a minha primeira oportunidade de emprego, eu chorei em meu quarto. Era uma sensação estranha, mas muito gostosa. Me senti adulta, embora um passarinho acoado. Foi incrível a oportunidade que me deram, aprendi muito. Eu era muito estabanada, e confesso, preguiçosa. Não sabia me arrumar, falava ainda mais do que falo hoje, mas meu chefe na época, foi muito importante para mim. Ele me incentivava, me ouvia e me fazia rir. Saí porque em algum momento de minha vida eu estava entediada, e triste, e já não estavámos batendo como deveria ser em uma relação profissional.Mas sabe: valeu a pena. Guardo a gratidão para sempre que eu reencontrá-lo dizer.
Eu havia feito uma promessa, que de que meu primeiro salário, eu daria para mamãe linda. E olha que coisa incrível: o primeiro salário veio bem no dia das mães. Foi um presente único, mas com um motivo especial. Na época, o valor era 200 reais o mínimo, e eu dei aquela metade, com a certeza de que muitas outras metades ou inteiras viriam para fazer minha mãe feliz. Hoje, depois de exatos 10 anos, eu percebo, o quanto ter disciplina financeira e coragem, faz muita diferença.
Desejo muitas honras e glórias às pessoas que gostam de trabalhar e que fazem do dinheiro, uma maneira de ajuda e não de egoísmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...