segunda-feira, 16 de julho de 2018

Quando é preciso acreditar em si

Há um ano eu conheceria uma pessoa que mudaria para sempre a relação que eu tenho comigo mesma. E que me fez entender o que é atravessar uma fase de abusos psicológicos severos, que transformaram meu coração. 
E eu entendi quando tudo chegou ao fim 7 meses depois, que não é preciso levar um tapa para que você se sinta a pior pessoa do universo e que eu deveria imediatamente parar de julgar as mulheres quando elas não conseguem sair de um relacionamento abusivo.
A gente demora a entender que uma palavra, mesmo dita em tom de brincadeira ou enquanto se está bêbado, são palavras que ferem e que te derrubam. Eu me vi até pouco tempo atrás em um buraco. Eu uso esta expressão, porque eu sinto que eu fui ao fundo do poço. 
E a gente demora mais ainda a entender que o erro não é seu por se apaixonar. Por ser intensa, palavra aliás que eu peguei um tremendo ranço. Porque ser intensa e sonhadora foram duas atitudes que não me fizeram perceber que quando ele dizia o quê dizia, ele não estava me elogiando, ele estava cavando minha cova para o gran finale.
Foram 7 meses agradáveis quando estava tudo bem, mas de extrema falta de respeito quando acontecia alguma comparação ou alguma crítica construtiva. 
De fevereiro para cá eu venho tentando resgatar àquela Karla para cima, alto astral, animada, feliz, contagiante. Mas é muito mais fácil e seguro acreditar no que ouvi, porque a gente se fecha e se mantem distante de cair ainda mais no abismo dos sentimentos mundanos, como amor e paixão.
Mas tem sido bom neste momento estar me relacionando com outra pessoa. Aceitei em partes que eu não sou tudo de ruim que ouvi. Estou entendendo através desta pessoa que me esperou por algum tempo, que eu não sou feia, não sou frígida, não sou burra, não sou um bicho de sete cabeças. Estou voltando a ser mais animada, a me soltar mais. Ainda tenho dias muito ruins, onde sonho com alguns episódios de muita humilhação e estresse. Ainda me é vivo na memória cada palavra de extremo mau gosto que me custaram a paz e auto confiança.
E eu só queria dizer à você que está passando por situações de abuso, que por menor que ela seja, ele não vai mudar. Ele vai te trocar por alguém que ele julgue melhor, depois de te destruir a auto estima e isso você não pode deixar. Eu não deveria ter deixado, porque eu me julgava imune. Eu achava que era muito dona de mim que se algo não estivesse bom eu ia lá e terminava. Mas nenhuma mulher, por mais instruída que ela seja, está imune de cair na tentação de se sabotar, de acreditar que o outro é tão especial que nada do que ele diga ou faça é errado. 
Lembre-se: se ele não cuidar de você, te ignorar, tiver vergonha de pegar na sua mão e desligar o celular, já são leves sinais de que você nunca terá chance de ser feliz com ele. E sim, ele usará seu amor e sua dedicação para te fazer parecer louca diante do mundo.
Mas você companheira pode e merece mais. Eu mereço. Merecemos. 


Um comentário:

  1. Meu Deus...é exatamente isso. Se ele acaba c sua confiança e seu amor próprio, vc já não sabe quem é, então será que o putro quiser. Se vc acreditar que é um lixo, e que tem mta sorte de um homem como ele te dar atenção, vc se calará p tudo, pq afinal, quem vai querer um lixo como vc além dele? a gte só percebe a monstruosidade desse tipo de agressão qdo se afasta. Vem vergonha, medo, dor, ódio...mas então vc se reconstrói, se curase enxerga...e aí nega...vc sabe que nunca mais será a mesma.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Retrospectiva 2018 - Este ano vai ter sim!!!

Ao contrário do ano passado que eu não estava escrevendo devido à uma promessa, este ano eu resolvi fazer retrospectiva sim. E vai ter lamú...