segunda-feira, 6 de junho de 2016

Um novo amor.

Ele apareceu do nada. Em um sábado de festa nossos olhares se cruzaram. E o que não parecia que iria acontecer, aconteceu. Leve. Brisa. Gostoso de viver. Seu sorriso encantador, suas piadas, seu jeito muito doce de enxergar os problemas. Sua voz firme. Suas mãos acalentadoras. Não há nada que ele não faça por mim. Não há obstáculo, cansaço e margem de erro.
Estamos na caminhada. Ainda no começo dela. Ainda com um futuro além do horizonte que nos cerca. Ainda há muito a conhecer um do outro. Colocar os pontos nos eixos, afinal, almas nunca são iguais.
Não há em mim romantismo suficiente para qualificar o que sinto. Mas há em mim uma vontade infinita de acreditar no amor novamente. Ele me devolveu esse olhar confiante de que apesar dos pesares, vale muito a pena.
E o primeiro mês voou. E a sensação de que cada segundo valeu a pena, me engrandece os sentidos. Me apaixono dia após dia e em Deus confio.
E que nada nos desanime. Mesmo quando a chuva cair lá fora, ou o sol nos impedir de enxergar, iremos firme em direção ao que for melhor para nós. E que sejamos o melhor de nós para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...