quinta-feira, 23 de outubro de 2014

E hoje eu ouvi o coração do Heitor!

O dia se arrastou. A internet do meu celular resolveu desaparecer do meu pacote super ultra infinitive e eu devo ter passado mais de 2 horas só tentando resolver o meu problema com a TIM. Por sorte quem me atendeu não foi a Judite e por enquanto o que devo fazer é esperar. Esperar não é algo que eu goste de fazer, mas pude perceber que sou muito refém desta coisa toda tecnológica. Daí, pude parar um pouco e refletir que eu preciso urgente dar uma desintoxicada disso tudo. 
Mas não é sobre isso o texto não. O texto é para dividir com vocês um acontecimento que mexeu muito comigo hoje. Em minha vida eu tenho duas lindas pessoas que serão mães de dois lindos meninos com o mesmo nome: Sobrinha Rattoulie e Crisca, uma amiga que foi minha aluna e que agora é só amiga. E que amiga!!
Ela está quase para ter em seus braços seu lindo Heitor e hoje eu a acompanhei em uma de suas consultas. Há tempo que eu venho estando mais presente e a acompanho em alguns lugares pela preocupação. Enfim. E daí que eu escutei o coração do Heitor! Você não fazem ideia do quanto isso foi especial para mim. Não chorei, nem entendi porquê não chorei, mas o som daquele coração não me sai da cabeça. Me senti muito mais irmã dela do que amiga, porque o esposo dela estava lá e ele me deu a oportunidade de presenciar este momento único. E eu serei eternamente grata por isso, porque ali eu pude sentir que isso de ser mãe de fato é um dom. Dom este que minha querida Crisca já vem desenvolvendo de forma muito natural e ao mesmo tempo encantadora.
E gostaria que ela soubesse o quanto estou feliz em fazer parte deste momento da vida dela. Nós trabalhamos no mesmo setor e não faço a mínima ideia de como a nossa amizade se tornou tão intensa, mas eu venho, forçadamente ou não, presenciando momentos importantes da vida dela: o casamento no civil, o casamento religioso, ano passado viajamos juntas para o Paraguai, o casamento da irmã dela... Já me sinto tão parte da família, choro com ela, rio com ela, almoçamos, fomos professora e aluna por um bom tempo e confidenciamos tantas coisas uma para a outra. Deus, em sua infinita sabedoria, nos aproximou e nos tornou pessoas importantes uma na vida da outra. Quando decidi me separar, eu já tinha perturbado a mente dela por um bom tempo e ela sempre muito paciente comigo, me ouvindo, me aconselhando, me incentivando e acreditando em mim.
A vida é uma dádiva e vivê-la ao lado de pessoas como a Crisca é uma alegria. E não só por hoje, mas por tudo que ela representa para mim, agradeço e desejo que ela tenha uma vida linda como esposa, como mãe. E que ela saiba que pode contar comigo, independente. Ouvir o coração de seu filho foi um presente que eu jamais poderei esquecer. Este pequeno ser chamado Heitor, hoje me tornou uma pessoa um pouco melhor do que ontem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...