O Diário Idiota de Rafaela

Logo que me separei eu me senti muito perdida. Ainda estou, esta é a verdade. Mas ao longo dessa caminhada, Deus colocou em minha vida pessoas e personagens que tem me ajudado a enfrentar medos, insegurança e toda a chatice que envolve o fim de um relacionamento.
No meio dessa coisa toda, uma amiga maravilhosa me presenteou com um livro seu. E venho agora oficialmente indicá-lo. Acho que essa divisão de sentimentos de Rafaela com o seu público é especial. Encontro em páginas aleatórias de seu diário muito de mim. Muitas noites mal dormidas, muitos cafés, muitos remédios imaginários, muita  vontade de mudar, mas sem saber nem por onde começar. Todo dia um novo dia, que nem sabemos se será bom ou não, mas somos obrigados a vivê-los pois não há outra forma de atravessarmos o caminho a não ser vivendo, seja lá o que for.


E Rafaela em seu diário idiota, nos envolve nisso de tentar mais uma vez. De novo. Sempre. Seja o que for preciso viver. E se para isso tivermos que enfrentar vários monstros, verdadeiros ou não, ok, vamos lá que entre uma loucura e outra, Deus e companhia se encarregam de nos guiar. 
Basta olhar para o próprio umbigo. Sim, não se choque, antes de olhar para a vida alheia, olhe para a sua, e assim sim, tenha vergonha ou não, de simplesmente ser quem precisar ser.

Recomendo o livro e toda a sua viagem por este mundo encantado de vícios, dúvidas, perguntas sem respostas. E vida. Porque vida perfeita, ah camaradas, jamais.

Beijos e beijos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quarto de bebê! (meninos)

Dica de beleza e saúde: Lactaid - Fast Act - O santo remédio

Decorando uma festa masculina