segunda-feira, 9 de junho de 2014

Memória infalível! Divagando emoções na semana de abertura da Copa do Mundo 2014

Estamos na semana da Copa do Mundo e estamos bem animados. Bem, pelo menos nós os voluntários. O Brasil continua naquele caos particular: os assassinatos, roubos e afins continuam em alta; greve dos rodoviários e metroviários em São Paulo, aeroportos com goteiras intermináveis, os hospitais tentando decidir o que abre e o que fecha, para que os médicos consigam assistir aos jogos e até nós Voluntários ainda estamos um pouco perdidos. No meu caso no dia de verificar a onde eu atuaria, o setor que eu escolhi não tinha Coordenador. E alguns setores estavam dispensando voluntários.
Esse é o Brasil da Copa. Esse é o nosso Brasil, esse que tenta se encaixar no padrão de primeiro mundo, mas que escorrega mais do que acerta. 
Mas não era bem de Copa que eu queria falar não sabe?
Hoje é aniversário do meu primeiro namorado. Gente eu guardo todas as datas do Universo. Também há 14 anos eu me Crismava neste dia! Tô falando!! 
E por que você Karla lembra do aniversário do seu primeiro namorado?
Sei lá! Só queria dividir isso. Que não adianta, eu tenho uma memória curta muito curta, mas me lembro de coisas do passado que ninguém duvida. Falo em detalhes e mamãe costuma dizer que tem medo de me contestar. Geralmente eu tenho fotos para provar o que estou contando, mas é bem raro alguém ficar pensando o contrário, porque eu falo sobre coisas que uma pessoa falou no momento por exemplo. Sou capaz de descrever a roupa, o cheiro ou uma música que estaria passando naquele momento. Sempre consigo manter vivas em minha memória muitas coisas do passado, tenham sido elas boas ou não. 
E eu me lembro deste meu primeiro namorado com carinho, afinal foi com ele o primeiro beijo, as primeiras crises de ciúme, as inseguranças. Nunca chegamos a assumir nada, porque tenho por mim que ele tinha uma certa vergonha da minha pessoa que há 15 anos não era um pitelzinho, muito pelo contrário, era de um tanto esquisita.
Aprendi demais com ele, pode não parecer, porque eu percebi ali no meio da confusão que era o nosso namoro, que não adiantaria eu me descabelar, ou querer apressar nada, ele não seria o homem da minha vida e depois dele muitas águas rolariam. E eu percebi principalmente que as relações amorosas, somente em alguns casos, eram de fato um conto de fadas. A realidade é sempre muito diferente.
Nos reencontramos no face no fim do ano passado e eu encontrei a irmã dele, que faz inclusive aniversário junto comigo, mas pelo tempo que passou ou pela namorada dele atual, que me parece bem ciumenta, não conseguimos manter a amizade e nem conversar, porque ela vigiava tudo que ele escrevia (assunto para outro post).
Mas a cada ano eu desejo que ele seja feliz. Que ele se encontre profissionalmente e que ele seja um pai maravilhoso para os 3 filhos dele (vejam bem do que me livrei né?)
E que esta semana que começam os grandes dias tão esperados por nós brasileiros, tenhamos uma semana cheia de encantos e sorrisos. E que nada de ruim aconteça com ninguém neste país para que mostremos ao mundo o quão especiais somos. Mas calma, ainda é muito cedo para desejar que o Brasil seja campeão (assunto para outro post também, talvez depois da Copa).
Beijos e beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...