quinta-feira, 24 de maio de 2012

Eu mudo, tu mudas...



Eu me casei há menos de um ano e ao todo são 2 anos juntos.
Eu sou a mesma de 2 anos atrás?. E meu Marido?.
Resposta: ambos mudamos muito, desde o primeiro beijo.
Para melhor ou para pior?.
Ah não parei para reparar as mudanças de forma profunda, mas creio que para melhor né? Se não, não estaríamos mais juntos.
E assim é a vida à dois, à 3, no mundo inteiro. Eu mudo, tu mudas, ele muda, nós mudamos.
Imagina ser a mesma pessoa de quando se tinha 15 anos de idade?. Eu morreria né?
E quando a mudança não é perceptível?. Deixa quieto. Mas e se a mudança for radical?
Exemplo:
Você namora um cara muito fofo e legal, mas com o tempo ele se mostra uma pessoa ciumenta, controladora, beberrona e por aí vai. Ele te controla, te segue, te impede de viver. Pode acontecer também que você querido leitor encontre uma moça linda, mas biruta desta forma tá?.
E aí o que fazer?.
Olha, neste caso, sinceramente, eu não tentaria muito mais do que 2 vezes não. Para mim ciúme é doença. Controlar o outro de forma intensa é desespero mental e impedir o outro de viver sua própria vida, achando que é dono ou dona, para mim já é estado de confusão mental em fase de internação.
Então eu sempre, sempre mesmo tive comigo que se não é amor, então adeus. Se é amor, você tenta de todas as formas que a relação dê certo, mas só que se você sente que não dá mais, então enfrente isso e vá viver sua vida. Imagina ficar ali dando uma de babá, psicologa, terapeuta e mãe e a pessoa ali jurando que amanhã ficará tudo bem, mas você sabe que não será bem assim né?. Vai ficar se humilhando, tentando ser Madre Teresa de Calcutá, porque o/a ama? Amor não é tudo não minha gente. É a base, isso sim. Amor e seus demais sentimentos,  não controla mas está disposto a enfrentar tudo junto. Mas se no meio deste tudo junto houver sufocamento, impedimento e controle total, sério, please meninas e meninos modernos do meu país: parem de viver neste tipo de relacionamento doentio, machucador, torturador, insano, maluco beleza.

Vocês acham que casamento é fácil?. Que ah estou casada então seus problemas acabaram?. Nunca. Pois hoje sou uma, amanhã sou outra. Mas apenas nos certifiquemos de que a mudança não cause dor física e emocional tá?.

Espero que tenham entendido o recado. Que aliás é para uma grande amiga. Fia, tu tentaste de tudo. Ele não quis mudar, continuou ali te podando como se tu fostes um passarinho na gaiola. Para tudo na vida existe um limite básico. Não deu?. Não se culpe. Vá viver sua vidinha, que pode não ser a mais legal do planeta, mas é sua.


Beijos e beijos!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Semana 01 de 2018 - Insegurança

E chegamos finalmente em 2018. Meu réveillon foi muito bom. Tive uma crise interna quando cheguei na festa, meio que me achei feia (sim, é ...