sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Dica de beleza e saúde: Natal e as comilanças - Cuidado com o exagero!


A hora da tão aguardada ceia de Natal está chegando e, ao lado dos que não vêm a hora de comer as delícias que fazem a alegria da família nesta época do ano, há os que se preocupam em evitar os excessos. E não só por motivos estéticos. De acordo com levantamento feito pelo Hospital do Coração (HCor), em São Paulo, o número de atendimentos no pronto-socorro aumenta 10% em dezembro e janeiro.
O excesso de alimentos calóricos, bebidas alcoólicas, doces e guloseimas pode acarretar o aumento das taxas de lípides sanguíneos, conhecidos como colesterol e triglicérides. "Recebemos muitos casos de hipertensão por conta de alimentos salgados e com alto teor calórico. O abuso de bebidas também é um agravante já que faz parte das intoxicações alcoólicas e alimentares. Tais excessos trazem diversos problemas para a saúde daqueles que seguem uma dieta clínica e nutricional no tratamento de doenças", afirma o cardiologista César Jardim, supervisor do pronto-socorro do HCor.
Para que os momentos agradáveis em família não se transformem em horas de preocupação num hospital, há alguns cuidados básicos. O ideal, ainda mais para quem já tem problemas cardíacos, é uma alimentação saudável, leve e nutritiva. "O consumo excessivo de carne de porco, a ausência de fibras, o abuso de doces, carboidratos e ingestão desmedida de álcool são fatores capazes de inverter as expectativas de uma refeição saudável", afirma o cardiologista e nutrólogo Daniel Magnoni.
Os médicos indicam alguns cuidados para preservar a saúde, sem perder a alegria. É recomendável iniciar os cuidados duas semanas antes do Natal, com a diminuição da ingestão de açúcar, carnes vermelhas e pães. Na véspera de Natal, é bom fazer refeições leves e pequenas durante o dia, sem deixar tudo para a ceia, e beber bastante líquido (água e sucos). Não belisque os alimentos enquanto prepara a ceia, evitando o consumo de calorias extras.
Durante a ceia, quando geralmente há várias opções de carnes, escolha as assadas e grelhadas, retirando a pele, que é rica de gordura e calorias. O ideal seria fazer um prato com carne branca (o peru é uma boa solução), bastante salada e acompanhamentos saudáveis. Evite os molhos à base de maionese, preferindo os feitos com iogurte. De sobremesa, escolha apenas um tipo. Evite as frutas natalinas, que são mais calóricas, e opte por frutas secas.
Álcool é um grande perigo
Quanto às bebidas, seja moderado. De acordo com o médico Ricardo Pavanello, supervisor de cardiologia do hospital, o consumo de até 30 gramas de bebida alcoólica diariamente é até recomendado pela Organização Mundial de Saúde para diminuir a incidência de infarto. O vinho tinto é o mais indicado, por ser rico em flavonóides. Mas o consumo excessivo aumenta o nível de triglicérides - pior ainda no caso das destiladas, como vodca e uísque, que podem danificar o músculo do coração.
Atenção para o que deve ser evitado a todo custo: alimento com alto teor de gorduras saturadas, como frituras e salgadinhos; embutidos; maionese; queijos gordos (gorgonzola, provolone, cheddar etc.); carnes gordurosas (presunto, pernil, bacon, salame, pele de aves, carne vermelha com gordura); massas com cremes ou molhos cremosos; creme de leite e chantilly. Nas sobremesas, evite os excessos de rabanada, tortas e doces refinados, com coberturas e recheios gordurosos.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Quando é preciso acreditar em si

Há um ano eu conheceria uma pessoa que mudaria para sempre a relação que eu tenho comigo mesma. E que me fez entender o que é atravessar um...