domingo, 25 de setembro de 2011

O que eu penso sobre o Rock in Rio - parte 2










Ontem eu tive a certeza absoluta que foi muito bom não ter ido ao Rock in Rio. Ontem eu disse que se eu tivesse lá seria por duas bandas e uma delas me decepcionou muito. Ainda estou tentando entender o que houve com Red Hot Chili Peppers. Na verdade com o Anthony Kiedis. O show em si foi bom, mas não me senti arrebatada, como diz Amiga do Rio. Me senti perdida com tanta música que eu não conhecia. E a interação dele com o público era deprimente. Mas, serei justa, a banda merece minha nota 9,5, por ter segurado de forma contagiante o meu coração. Gostei somente de quando eles tocaram Under the Bridge, Otherside,  By the Way e claro, Give it away, que são as realmente conhecidas, das que eles tocaram. Fiquei um pouco decepcionada com o guitarrista novo, Chad Smith, mas o baixista Flea  e o bateirista, meu Deus!, que coisa mais fantástica. Eles sim merecem o meu respeito. Mas o Antony, é outra história, fica com minha nota 7.

Assiti à apresentação do Nx Zero e confesso que gostei bastante. Como disso marido, dentro da proposta deles e do evento, eles fizeram o que deveria ser feito. Tocaram os grandes sucessos, interagiram com o grupo, contagiaram com palavras muito legais, e estavam lá de corpo e alma, até porque foi o 1° RiR deles, então certamente a emoção e a dedicação são outras. Di Ferrero sabe conduzir bem sua banda e a banda segura a onda muito bem. Nota 9.

A Snow Patrol para mim tanto fez. Só conhecia uma música, então para mim, foi bom e não foi. Então minha nota para eles será 8, pelo conjunto da obra.

Essa são as minhas considerações sobre o dia 2 do RiR. Ainda tem muito, muito o que ser comentado. Hoje temos duas bandas que eu curto muito e respeito bastante: Slipknot e Mettalica.

Um super beijo e um ótimo domindo com muito calor para todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Casamento Jeff e Carol - 21/04/2018

Se eu soubesse que 2018 seria tão emocionante e feliz, eu teria reclamado menos do pé na bunda que levei depois do Carnaval.  Pois é. Ass...