quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Último dia de um agosto que quase não passou. Mas também quando passou, nem vi. Foi um mês intenso para mim, por conta do casamento e também porque foi um mês sem salário. As férias de julho me deixaram quebrada, mas ao mesmo tempo, foi um mês de amor, muito amor. Também foi o mês do desespero por conta de um sobrinho dodoi. E foi mais um mês de um ano cheio de coisas, de todos os tipos de sentimentos e de tudo ao mesmo tempo e de nada.
O mês de setembro será melhor. E o fim do ano se aproxima e a vida segue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Quando é preciso acreditar em si

Há um ano eu conheceria uma pessoa que mudaria para sempre a relação que eu tenho comigo mesma. E que me fez entender o que é atravessar um...