sexta-feira, 2 de julho de 2010

Entre perder e vencer: o brasileiro segue acreditando!

A cada 4 anos, o Brasil se transforma. Todos ficam coloridos, alegres, afinal, em horário de jogo, somos dispensados do trabalho. Na televisão e em todo lugar, só se fala nisso. É uma eufória linda de se ver. Durante a partida que eliminou o Brasil, eu refleti sobre a importância da seleção em nosso cotidiano em períodos de Copa e verifiquei, que além dos 11 jogadores, temos mais 190 milhões palpitando, criticando, mudando tática e principalmente: acreditando. Mas, não foi nesta Copa que nos consagraremos como hexacampeões e a tristeza é geral na Nação. A vida volta ao seu estado mais ou menos normal, porque agora é hora de entender porque andamos tão mal de jogadores. Não temos mais a vontade de vencer como nas últimas 5 vitórias. Eu me pergunto o que realmente falta e não consigo entender. E acho que ninguém mais entende. Tudo já começou mal com a escalação. O técnico, nunca foi aprovado. E era inacreditável que com esta equipe, tenhamos chegado tão longe. E perder, era o que realmente faltava para confirmar todas as opiniões. E agora, a culpa é de todo mundo de lá, desde o técnico turrão à todos os jogadores, até mesmo ao que não jogaram uma partida sequer. Faltou análise tática?. Faltou treino?. Segundo especialistas no assunto: faltou equilibrio.Tudo bem, que agora, tudo é água passada. Temos que nos concentrar em 2014. Bola pra frente. O que deveremos pensar agora é que independente do Hexa chegar no próximo mundial, nós brasileiros, não podemos nos esquecer que tudo acontecerá por aqui e será a nossa vez de mostrar que com seleção boa ou não, somos brasileiros arretados e capazes de sermos belos e educados anfitriões.
À seleção, eu desejo que com esta derrota, aconteça uma renovação. Temos jogadores ótimos e treinadores muito mais capacitados. É hora de erguer a cabeça, olhar para frente e adquirir antes de tudo humildade e muito mais confiança. Meu beijo especial ao melhor goleiro do mundo: Júlio César. Para mim, mesmo cometendo erros graves, é bom e merece todo respeito do mundo. E que as orações do Kaká, possam acalmar todos neste momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Semana 01 de 2018 - Insegurança

E chegamos finalmente em 2018. Meu réveillon foi muito bom. Tive uma crise interna quando cheguei na festa, meio que me achei feia (sim, é ...