quinta-feira, 6 de maio de 2010

O primeiro banho quente!.

Me lembro de uma cena, logo que fui morar com minha família, que até hoje, me emociona.
Lembro, de meu primeiro banho na casa nova. Aquele banho quentinho, bem tomado, sabe?. Banho cheio de projetos, de realização. Ali naquele momento, eu me realizava como criança, eu finalmente teria uma infância normal, e finalmente tomaria banhos quentes. Até hoje, sempre, sempre mesmo que vou tomar banho, me lembro daquela água caíndo sobre meu corpo tão pequeno, mas tão cheio de sonhos, de vida.
E ali comigo naquele momento, estava Irmã ratattoulie. Ela me deu meu primeiro banho, mesmo eu tendo 3 anos, era meu primeiro banho, dado por uma pessoa que realmente me amava. E creio, que 23 anos depois daquele dia, o amor continua exatamente igual.
Eu e rimã somos incrivelmente diferentes. Eu as vezes me pego olhando pra minha irmã e pensando: por que eu não consigo ser como ela?. Como ela consegue ser tão especial?.
Passei muitos anos de minha vida, tentando imitá-la. Tentando sei lá, me parecer algo com ela, ter alguma coisa do caratér dela. Me incomodava em demasia, ser tão diferente dela.
Mas o tempo passou e a vida me mostrou, que somos irmãs, que somos diferentes e que nunca deixaremos de manter nossa relação verdadeira. Nunca diexaremos de ter nosso tipo de amor de rimãs. Ela é ela, eu sou eu e nós nos complementamos.
Ela me deu e me dá até hoje, motivos de orgulho exagerado. Ela é uma mulher incrível. Mãe dedicadíssima, esposa presente, uma ótima profissional. Meu Deus, como a amo, como quero bem dela, como gostaria de fazê-la feliz, de alguma forma!!!. Eu gostaria tanto de sempre poder estar ali, nos momentos mais complicados, segurá-la, carregá-la no colo e enxugar suas lágrimas. Por mim, ela jamais sofreria, ou se sentiria mal com qualquer coisa que aparecesse para tirá-la do sério.
Ela me deu o meu bem mais precioso que é a minha sobrinha. E ela me dá carinho, me dá abraços. Sei que eu podeira ser uma irmã melhor, mas eu sei que hoje, eu me tornei melhor, graças a minha persistência em ser para minha mãe, uma filha como minha irmã é. E não é inveja. Eu só acerdito muito, que ela é um exemplo, de como uma ser humano deve ser comportar, como ser humano de uma maneira mais digna possível.
Talvez eu esteja falando as maiores bobagens, mas é o meu coração, transbordando de amor, querendo exalar alegria, para as pessoas que eu realmente amo, e minha irmã, certamente, está no topo da lista, das pessoas a quem eu dedicarei a minha existência, para ver completamente realizada, completamente feliz mesmo, porque ela merece e eu tiro o chapéu, eu cubro o sol se for preciso.
Porque ela é o marco da passagem de um passado que eu deixei para trás, naquele primeiro banho quente, o mais gostoso que já tomei em toda minha vida!.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...