segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Novo local de trabalho

Depois de pouco mais de um ano, do nada, sim, eu digo do nada, surgiu em minha vida uma oportunidade. Saí do Departamento de Migrações para a Secretaria Nacional de Justiça e Cidadania. Deus me fez subir um degrau e eu não poderia estar mais feliz com isso. Entrei no Ministério da Justiça e Cidadania com muito medo. E até chegar onde estou a caminhada foi extremamente insegura, cansativa, com muitos espinhos e medos diários. Como profissional me sentia sempre um passo atrás, nunca me sentia satisfeita com meu desempenho. 
Claro que onde eu estou neste momento, que é a Secretaria, meu papel é secundário, como era antes, mas sinto que será de aprendizado, como sempre é. Não será de repente, do nada um mar de rosas. A equipe já é sólida e eu vim com certeza para agregar e para que me agreguem questões que por preguiça eu não vinha mais prestando atenção. 
E gostaria neste momento de agradecer algumas pessoas que pelo cotidiano eu não agradeci devidamente. Primeiramente agradeço à Janaína, que me entrevistou em junho do ano passado e enxergou em mim potencial. Foi uma graça conviver com ela e aprender com ela. Meu Chefe, João Guilherme, que me proporcionou momentos de muito aprendizado. O acho um cara mais que inteligente e fonte de inspiração. Tem a Thaty, que desde o começo me incentivou a confiar em mim, principalmente no primeiro mês que foi sem dúvida um mês onde eu quase desisti de tudo. Gabi, linda e sempre ao meu lado, acreditando em minha capacidade. Bernardo, meu agora Chefe, um cara gentil, bem humorado e que preza o respeito e a confiança. Quando me disseram que era um pedido dele a minha vinda pra SNJ eu quase desmaio. Duca, um ser humano que desde que a conheci transmite leveza. Graças a ela, principalmente, estou aqui hoje. E temos toda a equipe que me recebeu carinhosamente, que vibrou com a oficialização da contratação e eu sei que não seria suficiente todo meu agradecimento.
Obviamente a lista de agradecimentos poderia levar um tempo para ser escrita, mas quem convive comigo sabe que eu não seria quem sou hoje se não fosse tanto amor, carinho, confiança e lealdade. 
O trabalho segue como sempre foi: de muita dedicação, de coração aberto para ouvir críticas, broncas, elogios e instruções. Que o dia a dia, independente de como seja, seja sempre guiado por Deus e sua mão misericordiosa.
À todos que estão comigo na caminhada, o meu sincero obrigada. À quem duvida de mim, o meu muito obrigada também. Obrigada por todos os sentimentos que me são transmitidos seja em oração, em palavras, em sorriso e em silêncio.
Que a semana seja abençoada. Que a semana seja plena. Paz. Beijos de luz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Casamento Jeff e Carol - 21/04/2018

Se eu soubesse que 2018 seria tão emocionante e feliz, eu teria reclamado menos do pé na bunda que levei depois do Carnaval.  Pois é. Ass...