segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Casamento por Comanda Individual

Resolvi escrever este texto porque como tenho trabalhado em muitos casamentos realizados desta forma, acho importante desabafar, muito mais pelos noivos, do que por nós Cerimonialistas.  
Quando me casei, eu fiz assim: fui ao cartório, depois fomos em uma pizzaria. Deixei bem claro no convite que não haveria nada além disso e que cada um teria que pagar seu consumo. Choquei um pouco, mas meu evento teve tudo que um casamento normal tem: bem-casado, fotos, bolo, decoração... Claro que tudo muito mais simples.
E hoje em dia muitos casais optam por esse tipo de comemoração. E eu sei que muitas pessoas reclamam, mas vamos lá pensar um pouco. 
As críticas iniciais são: mas se não tem dinheiro para casar, por que casar? Pois é, acho desnecessário esse tipo de pergunta e acho que você é convidado simplesmente porque os noivos gostam de você e te querem presente neste dia. A maioria quando faz esse tipo de festa, não faz nenhum tipo de chá, justamente para evitar reclamações. 
Quando os noivos optam por casamento em restaurante, geralmente são casamentos menores e restritos realmente aos mais especiais, então no lugar de questionar, sinta-se muito querido. 
Tem a questão de que uma festa de arromba, custa atualmente algo em torno de 50 mil e quando é em um restaurante o valor cai, e cai muito, porque um dos itens mais caros é justamente o que você come e bebe.
E o que eu falo para meus noivos é: ok, o povo critica, mas quanto nós gastamos quando sentamos para almoçar ou jantar fora? Se fazemos isso habitualmente, por que não fazer por causa de um casal que amamos?
Aproveito para esclarecer que não é porque o evento é em um restaurante que você convidado vai lá come e vai embora. A economia dos noivos em relação ao buffet é geralmente investida em uma boa fotografia, mesa de bolo, filmagem, algum mimo para você... É uma festa como qualquer outra, que terá um roteiro onde os noivos irão tirar fotos na mesa de bolo, com os convidados, terá brinde, primeira dança... Não é uma festinha qualquer. Há um emprenho para que seja uma noite especial, como um casamento deve ser. 
Então querido convidado: não critique quem faz um casamento por comanda. Ou não vá e diga que não vá, porque existe uma lista também, ou vá e curta a noite, se divirta com os noivos, coma e beba sem medo, afinal você quem está pagando não é? E sempre, irradie amor, porque seja uma festa de arromba ou apenas um bolo com champanhe, lembrem-se que há ali um sonho e sonhos devem ser vividos sem medo ou críticas abusivas.
Sempre. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...