quinta-feira, 26 de março de 2015

31 anos - dia 29

Ai gente, está acabando né? Adorei escrever aqui um pouco mais sobre mim. Alguns compartilhei, outros não. Não tenho a pretensão de fazer dos meus textos um filme ou best-seller. Escrevo porque me solto, me permito, me liberto de minhas próprias indecisões. Lavo a alma mesmo.
E daqui a pouco chega o meu dia. Irei trabalhar, ótimo. Adoro quando não tenho tempo para pensar em nada. Trabalhar me dá essa energia. Me enche de paz.
Há uns dias eu tive, infelizmente, que cancelar um de minhas aulas. Optei pela de inglês com as meninas. Decidi continuar com uma amiga minha perto do trabalho e com a de russo. E olha, foi difícil chegar e decidir isso, mas eu precisava. Sou ariana e enjoo muito rápido das coisas, mas se tem algo que não enjoo é trabalhar, mas quando eu percebo o meu desgaste, eu paro. Ainda mais as aulas que são muito mais para mim um hobby. É a maneira que encontrei de continuar falando inglês e a maneira de ajudar também. Mas eu estava cansada, muito cansada. E decidi que irei me dedicar às aulas duas vezes na semana e nos outros dias vou estudar, ler, coçar, rezar, amar, por que não?
Engraçado que quando eu era mais nova, bem mais nova eu era ultra-mega preguiçosa. Era desorganizada, não lia, não pretendia nada além de "quando crescer quero casar e ter filhos". Ter morado em Moscou me deu um senso de trabalho absurdo e eu passei a trilhar lentamente o caminho que hoje persigo. Dou palestras sobre isso. Sobre como ser feliz no trabalho e fora dele, trabalhando. Sobre administrar o tempo, sobre como abrir mão de um coisa pode te ajudar a chegar em alguns outros pontos.
A verdade é que eu amo trabalhar. Não sou fã de acordar cedo, mas ah, prefiro isso a não trabalhar. E optar pelo fim das aulas doeu um pouco, mas eu aprendi com o fim do meu casamento, que infelizmente trabalhar não é tudo. Poderia ser né? Mas não é.
E o meu desafio agora é conciliar mais o meu lado pessoal com o meu espirito guerreiro. Prestar mais atenção ao meu corpo, largar uns vícios irritantes, como por exemplo a preguiça de estudar para concurso. Quero focar mais em melhorar a minha intelectualidade. Ando almejando um relacionamento com um homem mais culto sabe? Cansada de pagodear. 
E assim vou levando essa vida, que entre tapas e beijos, é sonho e é loucura. 
Queria deixar meu registro às meninas do inglês que não foi nada pessoal. Até foi, mas pessoal com a minha alma. Ainda não me adaptei, mas preciso me adaptar à novos ares. Amo vocês e muito obrigada.
E em 2 dias, comemoro meus 31 anos. E que Deus me guie. 

Um comentário:

  1. Olá! Também farei 31 anos dia 28/03. Tenho acompanhado e estou gostando muito de seus textos que antecedem o seu grande dia.
    Parabéns!
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...