sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Update da minha vida super interessante.

Todo mundo sabe que eu tenho no Bolshaia uma espécie de diário. Devo achar que minha vida é interessante, mas a verdade não é isso. Eu apenas acredito nas palavras, e quero ter alguns registros públicos de como passei por um determinado momento da minha vida para ler daqui uns 40 anos, se ainda viva. 
Bem o fato é que em uma semana muita coisa vem acontecendo e sim, tenho alegria e medo em meu coração. Acho normal, ainda mais para mim, que sou perfeccionista, calculista e mimada. Se as coisas saem dos eixos, já começo a ter úlcera mental. 
Mas acho até que estou lidando bem com tudo. Acho que não quebrar nada nos últimos dias já é um ótimo sinal. Choro. Em casa, uma hora antes de dormir, porque não acho certo chorar deitada no travesseiro. Gosto de sentar no escuro, e pensar em como preciso ter forças, em como de fato minha vida é um mar de rosas, se comparado a vida da grande maioria das pessoas. Daí choro, seco as lágrimas e me sento com as meninas, vemos TV. 
As coisas mudaram, mudam e ainda mudarão, principalmente agora que estamos na Crise da Água, assim escrito como se fosse um tema de livro, pois sei que estes meses entrarão para os livros de História.
O Pacotinho de Amor veio ao mundo sábado passado. O visitei em seu terceiro dia de vida. Sobrinha Ratattoulie está bem, apesar de todo sofrimento para dar à luz. Todos bem, são e salvos. Agora é hora de dar de mamar, receber visitas, e ser mãe. E sinto um orgulho danado dela. Porque existem coisas que nos surpreendem, embora sintamos a naturalidade do fato. Ela nasceu para ser mãe e me sinto orgulhosa em fazer parte da história dela e do Pacotinho de Amor. 
Estou de mudança. Consegui um cantinho bacana com o pai da Amiga Ex-Aluna de Espanhol. Fiquei com algumas dúvidas, porque irei voltar para a cidade onde morava antes de casar. Depois de 5 anos, retorno para onde uma grande parte da minha vida aconteceu, de onde saí para a felicidade que acabou tão rapidamente. Estou insegura, porque terei que enfrentar toda a logística urbana, não terei mais que ir caminhando para casa e muita coisa mudará. Mas ao mesmo tempo, humildemente retorno e sinto, embora as vezes sinta o contrário também, que serei feliz lá. Enfrentarei com a cabeça erguida, como sempre fiz tudo em minha vida. 
O meu problema no cóccix ainda me incomoda, muito. Sinto dores, perna fica dormente, reclamo, choro, xingo internamente, mas sinto uma certa melhora. De tudo recomendado pelo médico, falta o exercício físico. Ele falou em Pilates, que é caro. Mas mudando para um região onde as coisas são mais baratas, irei procurar uma academia e começarei a sair do sedentarismo, que é o maior culpado do meu problema atual. Fiz uma aula experimental de Pilates e super recomendo, mas vou ver se acho algo mais cabível no meu bolso.
Estou conhecendo uma pessoa. Acho legal comentar isso. Já tinha perdido as esperanças e vinha vivendo relacionamentos muito inconstantes. Apesar de não querer nada sério, tem sido bacana ter algo mais dia a dia, pelo menos para dar umas risadas diferenciadas. Se não der certo, pelo menos tentei. E fui feliz. 
Carnaval vem vindo, e eu vou trabalhar. Voltando aos poucos à rotina de finais de semana maravilhosos. Sim, eu amo trabalhar aos finais de semana, sou louca, obrigada.
Estou fazendo uma pós. Mesmo curso que fiz ano passado e não concluí. Depois pelo meu diploma de inglês e bem, sei lá o que 2017 me reserva.
Estou deixando meu cabelo crescer mas já estou arrependida. Mas como sou guerreira e determinei que salão de beleza não vai me fazer a cabeça, vou aguentar. Estabeleci uma meta e sei que alcançarei o objetivo. 
Acho que é isso né?
Logo que me mudar venho conversar com vocês. 
Aliviada em dividir tudo por aqui.
Não me julguem.

Beijos e beijos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...