segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Supere-se. Arrisque-se. A ordem é você quem escolhe.

"Dizem que o tempo muda as coisas, mas é você quem tem que transformá-las ou conservá-las. Superação é isso: Manter só o que permanece bom e lutar por transformações que venham a somar felicidades e multiplicar amor".

Aline M. Abdalah

 


 Semana com suposto feriado, é uma semana mais feliz. Suposto, porque caí em uma quinta e sexta teremos que trabalhar. Oh céus, oh vida.
Passei sábado e domingo morgando total. Levantei para ir ao banheiro. E dormi e dormi, nem me cansei. Daí ontem quase que não durmo direito e fiquei vendo programas sobre grávidas no Discovery Home & Health. Amo esse tipo de programa. E eu nem sou mãe. Eu concluo vendo essa tipo de programa que ou eu crio coragem ou desanimo nessa de ter filho.
E ontem eu me deparei com algo bem curioso: mães anãs. O programa era sobre uma garota que tinha nanismo, 21 anos e enfrentava uma gravidez de alto risco apenas com a ajuda da família, pois o pai da criança não a quis assumir.
Ver àquele relato me fez refletir muito e em dados momentos até me emocionei. Porque a gente costuma se achar fraco demais, mas no fundo, principalmente em momentos como este, somos fortes por demais.
E senti que meu medo de ser mãe, chega a ser infantil diante do que várias outras mulheres enfrentam ao longo de sua história de vida. E pensei em várias outras pessoas que atravessam pantânos e no fim dão risada.
Não sei se estou falando besteira, mas ver essa moça contar suas angústias e seus receios, me fez acreditar que sou capaz de superar tudo e um pouco mais. E você também. Não importa qual seja o seu grau de dificuldade: não se diminua e nem acredite que o seu problema é menor. Pode não ser maior, mas merece toda a sua dedicação e seu entusiasmo para superá-lo. E eu desejo que esta semana seja mais uma semana de lutas, mas de conquistas e superações.

Um super beijo!



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

Semana 01 de 2018 - Insegurança

E chegamos finalmente em 2018. Meu réveillon foi muito bom. Tive uma crise interna quando cheguei na festa, meio que me achei feia (sim, é ...