segunda-feira, 18 de junho de 2012

A liberdade absoluta de escolha da liberdade


 


Fala-se desde a semana passada com mais afinco sobre o parto humanizado.
Eu sou a favor. Se existe a possibilidade, que seja assim. Se não, que seja da melhor forma para a mãe e para o bebê. E como está sendo discutido por aí, o fato não é ter o bebê em casa, o fato é que a mãe possa escolher a melhor forma de ter seu filho, dentro dos paramêtros médicos favoráveis à saúde e segurança no nascimento.
O riso de morte em partos é grande em todo tipo de procedimento, e nós mulheres sabemos disso. Mas somos esclarecidas e temos o direito absoluto de escolha. Por isso, se você está grávida, saudável e quer ter seu  filho no banheiro de casa, na cozinha, na sala, seja lá a onde for, que tenha. Se você morre de medo das dores do parto e acha que a cesária é a melhor opção, faça. Faça o que o seu corpo puder e também o que seu coração pedir.

Eu de minha parte, passei a pesquisar sobre o tema mais profundamente e espero em Deus que no momento certo, meu filho ou minha filha venha ao mundo da forma mais natural possível. Se o médico permitir e achar que é seguro, enfrentarei este momento com muita dignidade.
P.s: o tema de sábado do blog será este. Aguarde.


"Não alcançamos a liberdade buscando a liberdade, mas sim a verdade. A liberdade não é um fim, mas uma consequência."
León Tolstoi 

Tenham uma linda semana!
Beijos e beijos! 
 

Um comentário:

  1. Muito interessante essa postagem, tambem concordo que cada mãe tenha o direito de escolher como terá seu filho, caso ela esteja em perfeitas condições de saúde e não haja risco!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...