quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sobre as minhas queridas qualidades...

Ontem enquanto marido lia a citação do livro que eu coloquei no post anterior, ele olhou para mim e me disse: "Eu te amo apesar de..." E eu perguntei, apesar de quê?. E ele me disse: apesar de todos os defeitos, pois todos temos né?".
É verdade. E eu tenho uma mania pesada de só olhar para meus defeitos. Mas aí hoje eu resolvi pausar e verificar minhas qualidades, oras bolas. Se eu não vejo o meu lado bom, quem verá?. E sinceramente, não quero esperar a minha morte para àquela comoção básica, enquanto as pessoas ficam falando: "ah ela era uma boa pessoa", "ah ela doava dinheiro aos pobres", ah e ah!!! Não. A minha mãe sempre me diz, seja o que for, para elogiar ou criticar, faça agora, pois quando eu morrer de nada valerá. Fato.
E então que as minhas qualidades são bem básicas: eu sou honesta, eu sou trabalhadora e eu me doou por completo.
Acho que essas três qualidades são dignificantes. E aprendi desde cedo, apesar de vários fatores negativos em alguns momentos, que ser honesto é algo que vem de berço. Se trabalhador(a) é algo que aprende-se com a vida e que doar: seja seu tempo, seja sua paciência e sim dinheiro, porquê não, é algo que vem da alma.
E eu sou assim. Claro que não sou àquele tipo de pessoa honesta que vai te colocar na merda, porque ok, eu não consigo magoar as pessoas. Se alguém me pede uma opinião e eu não conheço a pessoa, eu certamente corro o risco de que ela se sinta um lixo, pois um defeito meu é não medir certas palavras vez enquando. Mas quando eu conheço a pessoa, eu usarei uma forma de dizer a verdade, de modo que ela consiga refletir, sem querer cortar os pulsos. E outra, se eu não for elogiar, sinceramente, mesmo com toda honestidade e verdade exigida, eu prefiro me calar. Se não for realmente para acrescentar, nada declaro.

E sim eu trabalho com vontade. Tenho meus momentos preguiça, obviamente, mas de uma maneira geral, acordo com uma puta gratidão pela vida e pela minha oportunidade de trabalhar, de ter saúde, coragem e o emprego. E não exito em ocupar meu tempo, mesmo. Raramente fico de bobeira, só quando é extremamente necessário. Amo sentir que o dia valeu a pena.

E o fator doar, é o lance de doar mesmo seu tempo para fazer alguém feliz. Seja um familiar, um amigo, um parente distante, alguém que não conheço. Sou do tipo que faço amizades facilmente, então, ao longo do meu dia eu tenho amigos em demasia, dentro e fora do facebook. E sou grata quando ouço alguém me agradecer, não pelo agradecer em si, mas é que desta forma eu percebo o quanto é bom você poder ajudar, contribuir e acrescentar. Acho que estamos nesta vida para isso. Podemos passar um vida inteira moscando, olhando para o próprio umbigo, ou podemos distribuir conhecimento e alegria.

Bem, acho que é isso. Talvez eu até tenha algumas outras qualidades bem interessantes, mas para mim, essas 3 já me completam e já me dão um certa dose de coragem para seguir sempre olhando para frente. Faço o que tenho que fazer e as vezes faço um pouco mais, para garantir que nada seja em vão absoluto.

E você, quais são as suas qualidades que merecem destaque?

Beijos e beijos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...