sábado, 21 de abril de 2012

A dança do ventre e seus benefícios


Todo mundo que me conhece bem, sabe que eu odeio academia. Não gosto de caminhada e muito menos de piscina como meio de exercício. Gosto de dançar. E não gosto de qualquer dança não. Admiro quem faz dança de salão, apoio, mas não é a minha praia. Um forró vez em quando, é bom, mas de uma maneira geral, a dança de salão em si para mim, é para que eu admire quem dança. Já abandonei a fase balada, que na verdade nem faz você perder calorias, e sim ganhar calorias e muita gordura.
Aí depois de muito insistir comigo mesma de que eu precisava me movimentar, resolvi voltar para a aula de dança do ventre. É o que eu gosto de fazer e eu não penso nela como meio de sobrevivência. Nada de fama e muito menos a de me tornar uma dançarina profissional. Embora já esteja achando que posso me apresentar oficialmente, a dança do ventre para mim é um momento de diversão e de movimentação corporal.
Aí fui procurar alguma explicação que possa despertar em você também, uma vontade de movimentar o corpo com a dança do ventre (caso você não tenha encontrado algo que lhe faça bem).

"A Dança do Ventre pode tanto estimular e equilibrar os hormônios femininos, auxiliar na cura da insuficiência ovariana, quanto combater a prisão de ventre, pois trabalha o tonos das paredes abdominais e contribui com o peristaltismo voluntário. Tudo isso, através das ondulações abdominais, camelo e serpente, combinados à respiração abdominal – o que ensina a movimentar o diafragma, ativando o natural funcionamento dos órgãos da região do baixo-ventre.

A Dança do Ventre pode ativar a circulação sanguínea, principalmente na região genito-urinária, como também sob a força extática de movimentos como os tremidos, a circulação sanguínea é ativada e percorre todo o organismo, chegando inclusive ao cérebro, onde se localizam os neurotransmissores responsáveis pelo equilíbrio do humor.

Com o passar dos anos, a musculatura, também por força da gravidade, tende a pesar. Os músculos sustentam menos o esqueleto – a coluna, como também os órgãos. Embora a Dança do Ventre não defina tanto a musculatura do corpo como na musculação, seu exercício lhe confere elasticidade e sustentabilidade, principalmente à região abdominal (neste caso, as ondulações ventrais fortalecem a região como também a definem). A coluna, sendo o vaso que abriga uma legião de nervos da medula espinal, cuja importância no funcionamento fisiológico é de peso ímpar, pois órgãos e glândulas estão a ela ligados, necessita de elasticidade, flexibilidade e sustentabilidade. A Dança do Ventre, trabalha nos “cambrés”, o alongamento da coluna em movimentos ântero-posteriores e látero-laterais, gradativamente, respeitando o estágio de desenvolvimento de cada aluna.

Doenças diversas tendem a estimular o envelhecimento precoce. Até nisso a Dança do Ventre pode auxiliar, pois mantém a mente da mulher sempre saudável. Mente sã, corpo são. Como disse, a psicossomática evoluiu muito e hoje se conhece detalhadamente o processo de adoecimento através da conduta mental. Na Dança do Ventre, através de um corpo sadio, a mulher tem a oportunidade de progredir espiritualmente, pois poderá aumentar a quantidade de experiências a viver neste vaso, que é o corpo humano, onde poderá plantar diversas flores



Artigo retirado do livro "Metaforma e Movimento" - a Geometria Corporal Expresiva na Dança do Ventre - de Lu Faruk. Todos os Direitos Autorais Reservados"

Eu adoro, me sinto bem, me sinto leve e não troco, ainda, a minha dança por nada. Se você achar que vale e se você for de Brasília, eu posso indicar uma professora maravilhosa. E em um horário perfeito para quem não tem tempo. Ok, é em um sábado, mas alguns sacríficios merecem ser feitos e quando eles são feitos por uma boa causa, vale muito.

Movimente-se. Beba água e fique de olho na sua alimentação. Sem neurose. Sem pena de si mesmo. Viva com saúde. Alie o que você gosta de fazer com a necessidade do cuidado com o corpo e alma.

Um super sábado para todos!

Beijos e beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...