A nossa história - parte I

Por esta época, ano passado, eu e noivorido estavámos na fase da paquera. 
Eu o conheci no fim de 2009. Ele trabalhava com a mãe no restaurante e Amiga Make Up me levou para almoçar lá, pois era bem em frente ao salão e eu fiquei muito amiga dela logo de cara. Ele faz umas sobremesas maravilhosas e neste dia Amiga queria uma torta de limão que não estava pronta. Aí ele gentilmente levou para ela no salão, uns 20 minutos depois. Eu achei aquilo tão fofo, a preocupação  que ele tinha com ela e eu percebi depois que além dele ser assim, ele queria na verdade me ver de novo né?. hahaha. Quando ele saiu, eu disse para minha amiga: "eu vou me casar com este cara".
Hoje, eu e Amiga Make Up damos muitas risadas sobre este dia, porque ela comenta que nunca viu tanta determinação em uma frase.
E o ano terminou, eu viajei, veio o outro ano e eu continuei minha saga normalmente. Estava morando sozinha e curtindo a vida. Até que em maio eu tive um momento de revelação e decidi que era hora de dar um tempo mesmo para mim. Ainda tive dois casinhos sem muita importância e o último foi digamos o que eu chamaria de desastroso. Aí diante disso um dia na hora do almoço decidi ir lá comer no restaurante. Passei todo tempo do almoço pensando em dar meu número de telefone para ele. Começei a suar litros, fazia tempo que não ficava tão nervosa diante de um rapaz. Na hora de pagar a conta, peguei uma caneta e anotei o número na comanda, aproveitei que não tinha ninguém e pronto, entreguei o número de telefone, muda, saí e pronto. Não trabalhei direito à tarde inteirinha pensando que ele poderia me achar uma maluca né?.
Ele não me achou maluca. Ele me ligou, eu falei um monte, depois pedi o msn dele, começamos a conversar. E foi algo tão forte sabe?. 
Saímos um sábado para uma boate gay, já que na mesma época um amigão de Goiânia veio para sairmos e foi tudo no mesmo dia e eu não queria perder as duas oportunidades. Quando meu amigo o viu ele me disse: "agarra o bofe e não larga. Amiga ele é grande, lindo, cheiroso e nossa bota para quebrar". Sim, ele me disse isso. E eu me joguei com tudo nessa relação desde este dia na boate. 
E não me arrependi nenhum segundo. Porque por mais que pareça que tenhamos nos apressado em morar juntos, desde o dia em que entreguei meu número de telefone para ele, as coisas caminharam do nosso jeito, com a aprovação Divina e foi sempre tudo muito gostoso.
E em uma semana me caso com àquele que eu conheci por conta de uma torta de limão. O homem que Deus me presenteou com muito carinho e que eu quero cuidar e respeitar. O homem com quem quero construir uma vida inteira, ter filhos e passar por tudo ao seu lado, sempre com muita paixão.
Beijos e beijos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quarto de bebê! (meninos)

Dica de beleza e saúde: Lactaid - Fast Act - O santo remédio

Decorando uma festa masculina