quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Se não é para ontem, eu espero!

Por conta de uma talvez viagem à trabalho, eu defini que o lance de festa de casamento formal e ilimitada ficará para o próximo ano. Até lá, teremos tempo de organizarmos e transformarmos o momento em algo ainda mais especial e chique.
Não fiquei trste tomando essa decisão. Fiquei mais aliviada. Temos muita coisa para resolver, antes de pensar em bem-casados e pompas. Até porque casamento mesmo, é no dia-a-dia e não dá para ter uma festa requintada quando tudo que precisamos é estabilizar a vida pessoal e a vida à dois.
Estou aprendendo diariamente, que ser casado é acima de tudo dedicação profunda, entrega e ao mesmo tempo preservar a indivualidade. Respeitar o sorriso, a lágrima, o stress, as manias, os desejos fora de hora, as manhas, e principalmente: respeitar os defeitos. Perceber que não é preciso que eu ou ele mudemos nossas características de décadas, mas que aprendamos a transformar isso em uma convivência pacífica, harmoniosa e amorosa.
Estou feliz por estar amadurecendo com essa nova fase. Tenho me divertido, tenho aprendido que cada coisa tem sua hora.
Durante muito tempo, achei que nunca me veria no papel de esposa. Ouvi tanto que eu não tinha crescido e que homem nenhum iria me querer moleca como eu era. Mas agradeço. Porque depois que eu tomei consciência e resolvi mostrar meu lado mulher, Deus preparou uma grande surpresa que foi o meu namorido, que me faz feliz, que assumiu uma responsabilidade enorme junto comigo e que a cada dia me surpreende mais e mais.
Um brinde e confetes aos amores de todos, verdadeiros, sinceros e eternos.

Um comentário:

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...