domingo, 15 de julho de 2012

Anemia

Eu tenho anemia desde muito pequenina. Tomei todo tipo de remédio possível, e sempre fui alimentada por mamãe do forma a combater este mal. Só que adulta e de forma desenfreada, decidi que era hora de emagrecer, o que me deu uma Anorexia Nervosa e então, minha anemia só piorou. O passo agora é tomar vitaminas na veia e continuar encontrando forças para uma alimentação saudável.
Encontrei este pequeno texto, que nos ajuda a entender um pouco mais sobre a Anemia e maneiras de evitá-la ou de conviver com ela.


Por Luana Stoduto
luana@bemleve.com.br

A anemia é uma doença do sangue caracterizada pela diminuição dos glóbulos vermelhos ou seja, pela redução da quantidade de hemoglobina, uma proteína essencial que carrega oxigênio para os tecidos do corpo. Quando esses glóbulos estão em baixa no organismo, os tecidos recebem quantidades inadequadas de oxigênio, não sendo capazes de funcionar da forma adequada.

Os principais sintomas da anemia são: fadiga, palidez nas mucosas (como a dos olhos), fraqueza, cansaço, apatia, falta de concentração e tontura, que pode levar inclusive ao desmaio.

Muitas pessoas pensam que basta fazer uma suplementação de ferro para combater ou até mesmo evitar a doença, o que não é verdade. Existem quatro tipos de anemia e, apesar de provocarem os mesmos sintomas, elas precisam de tratamentos e terapias nutricionais diferentes. Por isso, quando se tem suspeita da doença, é necessário fazer exames específicos e seguir uma dieta ideal de acordo com o diagnóstico. Confira.

Tipos de anemia e de terapia nutricional

Anemia ferropriva

Por ser a mais comum, é também a mais conhecida e se caracteriza simplesmente pela deficiência de ferro no organismo. Para curá-la, adote uma dieta rica em:

1) Vísceras: fígado, coração, moela.

2) Carne bovina, aves e peixes.

3) Feijão preto, ervilha, lentilha e grão de bico.

4) Quiabo, jiló.

5) Inhame, aveia.

6) Jenipapo, figo, ameixa, uva passa, açúcar mascavo, melado, banana passa, açaí.

7) Alimentos ricos em ferro junto a alimentos ricos em vitamina C, como limão, laranja, caju, acerola, abacaxi, tangerina e morango.

8) Alimentos ricos em vitamina A (couve, cenoura, abóbora, manga e mamão), B12 (peixes, fígado e carne bovina), ácido fólico (feijão, banana, abacaxi, laranja, lentilha e abóbora) e riboflavina (fígado, abacate, brócolis e fubá).

Evite:

1) Alimentos ricos em fitatos: farelo de trigo, farelo de aveia e excesso de cereais integrais.

2) Alimentos ricos em oxalatos: espinafre, beterraba, farelo de trigo, nozes, chá preto, chocolate.

3) Leite de soja, proteína vegetal texturizada, queijo de soja (tofu) e missô (pasta de soja).

4) Alimentos ricos em fosfatos: leite, queijo, gema do ovo, levedo de cerveja, sementes de abóbora, gérmen de trigo, castanha do pará, amendoim e leite de soja.

5) Alimentos ricos em ferro junto a alimentos ricos em cálcio (leite e derivados).

6) Chá preto, chá mate, café, álcool, refrigerantes do tipo cola.


Anemia megaloblástica

Caracteriza-se pela deficiência de B12 ou ácido fólico no organismo. O tratamento consiste basicamente no consumo de vegetais folhosos verdes, fígado, carnes, ovos, leite e seus derivados. No caso da deficiência de B9 (ácido fólico) é recomendada a reposição medicamentosa desse nutriente, além do consumo de vísceras de animais, verduras de folha verde, legumes, frutos secos, grãos integrais e levedura de cerveja.


Anemia falciforme

É uma doença hereditária. Os glóbulos vermelhos perdem sua forma oval natural, ficando com o formato parecido com o de uma foice. Por causa dessa alteração, a passagem dos glóbulos vermelhos pelos pequenos vasos sanguíneos torna-se difícil, comprometendo a circulação. Por isso, esse tipo de anemia é caracterizada por episódios de dor abdominal severa, dor nos ossos e nas articulações e retardo no crescimento.

Preferir o consumo de:

1) Leite, chá preto ou chá mate durante as refeições.

2) Alimentos ricos em ácido fólico: folhosos crus, iogurte, peixes, passas, abacaxi, aveia, gérmen de trigo, banana e batata

3) Alimentos ricos em zinco: leite e derivados, cereais de grãos integrais, nozes e derivados da soja.

4) Alimentos ricos em cobre: nozes, grãos de cereais integrais.

5) Alimentos ricos em vitamina E: abacate, semente de girassol, castanha do pará, gérmen de trigo, amêndoas, azeite de oliva e salmão.


Evite:

1) Alimentos com alto teor de ferro, como fígado, miúdos e fórmulas enriquecidas com ferro.

2) Alimentos ricos em vitamina C nas principais refeições, como laranja, goiaba, caju, açaí e limão.

3) Bebidas alcoólicas.    

É importante ressaltar que é preciso ir ao médico e ter um acompanhamento específico. O é meu bem rígido, pois eu tenho Intolerância à Lactose, o que me faz redobrer os cuidados. Por isso, nunca faça dieta ou algum tratamento sem acompanhamento de quem realmente entende do assunto. As dicas acima foram retiradas do site: Bem Leve .

Tenham todos uma linda semana.
Saudável e feliz!
Beijos e beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...