sábado, 29 de outubro de 2011

Dica de beleza e saúde: colesterol alto

Eu tenho 41 kilos e colesterol alto. Pode?. Pode sim. Eu levei um susto imenso quando ouvi isso, achei que fosse exagero da médica, mas ela me provou como isso acontece. No meu caso dois fatores básicos: fast food e gordurinha de carne de churrasco, aquela parte gostosinha com sal grosso sabe?. Pois é. E agora estou tendo que correr contra o tempo para equilibrar isso dentro de mim. Como?. Dieta. Nada de refrigerante, fast food, churrasquinhos aleatórios depois da aula. Isso tudo é passado. Medo?. Não. Estou super empolgada e até mesmo feliz. Sempre quis comer bem, comer com saúde e eu não fazia isso ou por falta de informação (pasmem!) ou por não querer. Não sei ao certo, só sei que cuidar do colesterol é uma maratona interessante, inclusive por conta disso até de bicicleta tenho andado e fazendo caminhadas. Nunca pensei que fosse fazer isso em algum momento de minha vida, mas este momento chegou.
E você: já deu uma olhada na sua saúde?. Verificou seu colesterol?. Corra e veja. Procure um médico, não perca tempo, tá bom?.

O colesterol é fundamental para a vida. Ele é utilizado Na construção e reparo de células, na produção de hormônios sexuais como o estrógeno e a testosterona, e é convertido em ácidos biliares para auxiliar na digestão de alimentos, sendo encontrado em grande quantidade no cérebro e no tecido nervoso. O fígado produz quantidades suficientes de colesterol para realizar estas funções.

A preocupação em relação ao colesterol ocorre quando a ingestão através de alimentos como a carne, particularmente de vísceras como o fígado e o rim, ovos, laticínios e outras fontes animais excede os níveis recomendados.

O colesterol não está presente em alimentos vegetais como frutas, verduras e óleos vegetais. O colesterol não pode ser transportado livremente na corrente sangüínea. Na verdade, ele é transportado associado a proteínas especiais chamadas lipoproteínas. Uma lipoproteína típica contém triglicerídeos (outro tipo de gordura do sangue) e colesterol no seu centro, cercados por fosfolipídeos e proteínas hidrossolúveis na superfície externa para ajudar os lipídeos a circularem pelo sangue. Os quatro tipos de lipoproteínas diferem em seu conteúdo de proteínas, triglicerídeos e colesterol.

Dois tipos de colesterol - o colesterol HDL (sigla em Inglês para lipoproteína de alta densidade) e o LDL (em Inglês, lipoproteína de baixa densidade) - se tornaram bastante populares entre as pessoas interessadas em preservar a saúde cardiovascular.

O HDL é o colesterol "bom" pois altas concentrações no sangue estão associadas com um baixo risco de ataque cardíaco. O HDL contém mais proteínas que triglicerídeos ou colesterol, ajudando a remover o colesterol das células do organismo para o fígado, para ser reutilizado, convertido em ácidos biliares ou descartado na bile.

O LDL é o "mau" colesterol, estando associado com maior risco de doenças cardíacas. O LDL é oxidado e depositado na parede das artérias, dando início ao processo chamado "aterosclerose" (endurecimento das artérias). Este fenômeno é responsável por 500.000 ataques cardíacos por ano.

Outros fatores de risco que podem contribuir para a aterosclerose são a história familiar da doença, a idade, o tabagismo, a hipertensão e o diabetes mellitus. 

Para reduzir tanto o colesterol quanto a gordura em sua dieta, não coma mais que três refeições com carne por semana. E quando comer, escolha cortes magros, como o filé. Retire toda a gordura visível antes de cozinhar, assim como a pela de aves.

Coma mais peixes, como o salmão, que é rico em gordura poliinsaturadas e pobre em gordura total. Alguns moluscos e crustáceos, como o camarão, são pobres em gordura total mas ricos em colesterol e devem ser ingeridos em pequena quantidade por pessoas com colesterol alto.

Dê preferência aos leites e queijos com baixo teor de gordura, e as versões light de maionese e molhos para saladas.

Ovos são nutritivos, mas ricos em colesterol: pouco mais de uma gema contém a quantidade diária total recomendada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Atualmente, recomenda-se limitar a ingestão total de gorduras a 30% ou menos das calorias ingeridas, gordura saturada para menos de 10%, e o colesterol para menos de 300 mg por dia. Para indivíduos com níveis elevados, a ingestão de gordura saturada deve ser inferior a 7% das calorias, e o colesterol inferior a 200 mg por dia. 

COLESTEROL ALTO É PREJUDICIAL EM QUALQUER IDADE!

Um estudo publicado no jornal da American Medical Association (julho/2000) revela que o colesterol alto aumenta o risco de doença cardíaca e morte prematura, mesmo em homens jovens. Os pesquisadores estudaram os dados de três estudos, num total de 81.488 homens, com idade entre 18 e 39 anos. Os homens foram avaliados por 34 anos.

Os homens com altos níveis de colesterol (mais de 240mg/dL) tiveram 2 a 3.5 mais chance de morrer de um ataque cardíaco do que os homens cujo colesterol estava normal (200 mg/dL ou menor), e eles também morreram 4 a 9 anos mais cedo.

Os homens com colesterol maior que 200 mg/dL no início da pesquisa apresentaram maior risco de morte relacionada a doença cardíaca, conforme o estudo. Comparados com homens entre 40-59 anos, aqueles com menos de 40 anos apresentaram quase o dobro do risco de morrer por ataque cardíaco para cada 40 pontos que seu colesterol subisse. Os achados sugerem que os homens devem iniciar a checagem de seu nível de colesterol aos 20 anos de idade e a partir daí, a cada cinco anos. Além disso, mudanças na dieta e exercícios diários devem fazer parte da vida do homem moderno.

Quanto mais tempo as altas taxas de colesterol permanecem no corpo, mais danos são produzidos, e não há sintomas iniciais. O diagnóstico precoce, assim como o tratamento preventivo são a chave para uma boa saúde! 


Fonte: http://www.catho.com.br
Texto de : Elisabete Fernandes Almeida, médica e escritora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Me ajude a ser melhor!

10 anos. A pausa.

sexta-feira, 13 de abril de 2007 Novo blog...............aff Sério..........essas formalidades da informática me irritam. havia...